O secretário adjunto da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) Valdemir Pascoal (PT), tentou um golpe dentro do Partido dos Trabalhadores (PT) para tentar impedir o crescimento da pré-candidatura Lúdio Cabral (PT).

Segundo fonte da Coluna Bastidores, Valdemir teria convocado uma reunião extra oficial com alguns membros do diretório e vereadores cuiabanos para tentar convencer companheiros a votar uma resolução partidária que impediria a candidatura de Lúdio.

Valdemir foi alçado ao cargo de secretário adjunto graças a sua estreita ligação com o deputado estadual Alexandre César e com o ex-deputado federal Carlos Abicalil, os mesmos que derrubaram a ex-senador Serys Marly, hoje no PTB e acabaram levando o PT a um período de esquecimento na política mato-grossense.

Leia também:  'Diga não a coxinha de R$ 9 (...) Aí eu quebro'

Apesar de conseguir mobilizar um grande número de filiados, Valdemir não conseguiu aprovar a resolução que impediria uma possível candidatura de Lúdio ao governo do Estado, aliás o fato, que muitos andam chamando de traição tece efeito contrário e logo após a reunião, a maioria dos presentes resolveram declarar apoio incondicional ao projeto Lúdio Cabral.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.