A Secretaria de Estado do Meio Ambiente de Mato Grosso (Sema) coloca à disposição de professores, pesquisadores, estudantes de graduação e pós-graduação e outros interessados, dados primários sobre o levantamento da flora nas áreas destinadas a construção de 12 grandes Usinas Hidrelétricas no estado. As informações estão publicadas no portal do órgão ambiental, no link Biodiversidade/Ecossistemas.

A analista ambiental da Coordenadoria de Conservação e Recuperação de Ecossistemas (CCREC), da Superintendência de Mudanças Climáticas e Biodiversidade, Hélida Bruno Nogueira Borges explicou que os dados estão incluídos nos Estudos de Impacto Ambiental e Relatórios de Impacto ao Meio Ambiente (EIA/RIMA) dos empreendimentos e, foram disponibilizados pela Coordenadoria de Avaliação de Impactos Ambientais (CAIA) e sistematizados pela CCREC.

Leia também:  Secitec prorroga inscrições para MT Enem 2017

“Antes da inundação das áreas dos reservatórios é feita a coleta do material botânico que é depositado em um herbário. Assim, por meio do levantamento e dessa coleta, o conhecimento sobre a flora de Mato Grosso é preservado”, explicou a analista ambiental.

Hélida Bruno disse ainda que por meio de uma parceria entre a Sema e a Universidade Federal de Mato Grosso (Ufmt), está sendo elaborado um projeto visando inventariar a fauna e flora do Estado e, um dos produtos do projeto será a Lista Vermelha das Espécies Ameaçadas de Extinção. “Esse trabalho incluirá as informações contidas no relatório que disponibilizamos agora, sobre a Flora da Usina Hidrelétricas”.

As 12 grande Usinas Hidrelétricas estão localizadas em diferentes regiões do Estado e encontram-se em fases diferentes do processo de licenciamento ambiental.

Leia também:  Indea abre inscrições para treinamento voltado a médicos veterinários autônomos
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.