A Polícia Judiciária Civil autuou em flagrante suspeito de estupro de vulnerável durante este final de semana em Chapada dos Guimarães. O crime ocorreu na cidade de Nova Brasilândia mas foi atendido na Delegacia de Polícia de Chapada, haja vista a implantação do Núcleo de atendimento psicossocial à vítimas de violência em estado vulnerabilidade.

A mãe da vítima, uma criança de 5 anos, denunciou à polícia que flagrou o momento em que o menor foi induzido a tocar as partes íntimas do agressor. Uma equipe diligenciou imediatamente e, segundo o delegado de polícia titular de Chapada e que responde por Nova Brasilândia, Bruno Lima Barcellos, “em questão de minutos o suspeito foi detido e autuado em flagrante,” informou.

Leia também:  Pedra Preta | Operação de combate ao tráfico e mandados de prisão são cumpridos no município

A vítima e seus familiares receberam acompanhamento psicológico de profissionais que trabalham em parceria com a Polícia Civil, com o objetivo de identificar a gravidade do dano psicológico e assim, oferecer o devido acompanhamento. Desta forma, possibilitar o equilíbrio emocional necessário para que possam superar as consequências desse fato.

Conforme o delegado, esse trabalho é de suma importância para evitar seqüelas maiores geradas pelas marcas do auto-preconceito que muitas vezes levam a própria família se marginalizar do convívio social. “Com esse acompanhamento psicológico minucioso não deixo de desempenhar o papel penal da Polícia Civil efetuando o indiciamento do suspeito, mas foco o atendimento policial na vítima e seus familiares, que notadamente se encontram bastante fragilizados e precisam cuidados especiais,” finalizou Bruno.

Leia também:  Investigação de inteligência da PM leva a prisão de homem por falsidade ideológica
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.