O peso-meio-médio Rousimar Toquinho não conseguia tirar o sorriso do rosto durante a coletiva de imprensa do WSOF 9, nesta quinta-feira, no Hard Rock Hotel e Cassino, em Las Vegas. O bom humor era tanto que nem mesmo o processo de perda de peso ou o teste antidoping surpresa a que foi submetido pela Comissão Atlética do Estado de Nevada atrapalharam a sua felicidade.

– Eu estou feliz demais… E olha que estou perdendo peso! Não tem problema, é tudo o que eu quero para mim, está sendo muito gratificante e estou sentindo uma felicidade imensa, graças a Deus. Nada vai tirar esse sorriso do meu rosto – disse, durante conversa com o Combate.com.

O brasileiro teve que se submeter ao exame surpresa porque testou positivo para elevados níveis de testosterona em sua última luta no exterior, em dezembro de 2012, na Austrália. Por conta disso, ele chegou a Las Vegas quase duas semanas antes da luta.

– Cheguei segunda-feira passada para fazer o exame e deu tudo certo. Eles exigiram e eu cumpri. Estou tranquilo, eles podem me testar quantas vezes quiserem, estou limpo. Nem mesmo o fato de ter terminado o camp aqui altera o meu bom humor.
O lutador mineiro se disse aliviado depois de passar por um período de angústia e incerteza desde a sua demissão do UFC por conduta antidesportiva contra Mike Pierce, no UFC: Maia x Shields, em 9 de outubro passado:

Leia também:  Com a demissão de Ceni, São Paulo vai completar 16 técnicos em 8 anos

– Foi o momento mais difícil da minha carreira, mas não o da minha vida. Para você ver como são as coisas, eu agradeço a Deus por tudo o que passei, não foram dificuldades e sim testes e oportunidades de amadurecimento. Para falar a verdade, eu acho que nem passei tanta dificuldade, tem muita gente que passou e passa bem mais do que eu. A fé que eu tenho em Deus, isso não abala. De onde eu vim até onde eu cheguei, não preciso duvidar de nada, não. Não cheguei aqui por acaso e eu tenho certeza de que fui mal interpretado por todo mundo quando aconteceu a minha demissão. Fui mal interpretado principalmente por quem não me conhece, mas eu tenho fé em Deus e isso tudo vai ser contornado. É por isso que eu estou aqui hoje.

Leia também:  Adversário do União aposta em retrospecto do Mineiro, no Pato Loco e em ex-meia do Santos

O primeiro passo de Toquinho rumo a essa nova fase de sua carreira será neste sábado, contra o americano Steve Carl, pelo cinturão dos pesos-meio-médios do World Series of Fighting (WSOF). O lutador sabe que sua contratação foi bastante criticada por outros atletas, mas garante que não está nem um pouco preocupado com isso:

– Eu treino duro direto, todo dia. Para lutar eu aperto mais um pouco, mas o meu treino é duro sempre porque eu gosto de conservar o meu corpo bem preparado o tempo todo. A gente nunca sabe quando vai ter uma oportunidade de lutar. Fiz um excelente camp e agora a minha meta é vir aqui e buscar esse título, ganhar essa luta. Eu vou ser campeão, pode ter certeza! O que esses caras falaram de mim é que, na realidade, ninguém quer me enfrentar, só que não tem para onde correr, né? Eu não falo isso para me desfazer de ninguém, entendeu? Mas eu acho que eles não gostariam de lutar comigo.

Leia também:  Brasil vence a Holanda e tem desafio mortal contra os Estados Unidos

O brasileiro ainda precisa perder três quilos para a pesagem desta sexta-feira, mas garante que está tranquilo e que nada vai abalar essa nova fase de sua carreira:

– Estou tão feliz que perder esses 3kg não vai ser nada. Quero aproveitar e mandar um abraço para todo mundo que torce por mim, para a Team Nogueira e todos os brasileiros que acreditam em mim. Estou bem, estou quase no peso, falta pouco, estou muito feliz, estou sorrindo. Tenho uma missão e vou cumprí-la: superação – concluiu Toquinho.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.