Detonautas - Foto: reprodução
Detonautas – Foto: reprodução

A música e a sustentabilidade são o ponto de partida para o Chapada Music Festival, evento que ocorre nesta sexta-feira (18) e sábado (19), na Lagoa das Conchas, em Chapada dos Guimarães. O Parque Nacional, um dos principais pontos turísticos de Mato Grosso completa 25 anos de fundação e o festival aproveita também para realçar a data. Artistas de todo o país são atrações do grande evento.

Integrando o line up do Inside Eletronic Music, na sexta-feira (18) – com portões abertos às 22 horas – figuram destaques do cenário da música eletrônica no país, como os DJs Alok e Vitor Munhoz, além do projeto Life is a Loop que estreia em solo mato-grossense, a turnê Cenários.

Os badalados Djs Fabrício Peçanha e Leozinho e o percussionista Rodrigo Paciornik estão à frente da empreitada que traz house music, som orgânico, efeitos visuais de encher os olhos e interação com o público. Ainda neste dia, destaques locais como os DJs Breno, Thomas, Thiago Faisão, Leo Bouret, Boura, Júlio Neto e Lady Jaudy completam o casting.

Leia também:  Bruna Viola vence Grammy Latino 2017 com álbum "Melodias do Sertão"

No sábado, o público que curte rock´n roll brazuca e hip hop vai se deliciar com o show especial que o Detonautas Roque Clube idealiza para o público. Assim, entra em ação no dia 19, o Lual Rock Heineken com camarotes e vip stage open bar. Os portões abrem às 21 horas neste dia.

A programação começa com a banda Diholex, procedida pelo discotecagem de indie e rock, nas pick ups de DJ Breno. Para aumentar o estímulo, tem a banda Strauss na sequência. Entres as atrações locais, também se apresentam o DJ Spinha, a banda Rhox com o Especial Charlie Brown Jr e o MC Sabido.

Já que é tempo de celebrar, o festival segue adiante com o After Party que vai contar com Nano (superdillo), D.moraes, Mendin, Frico, Yohan Motta e Emerson Guerreiro.

Leia também:  Deputados de MT aprovam por 16 votos a 4 a PEC que limita gastos do governo durante 10 anos

“O Chapada Music Festival traz dezenas de artistas com destaque na cena local e nacional que juntos, funcionam como uma fórmula certeira. Mas o evento não é realizado e apenas ‘passa’. Além de oferecer a melhor trilha sonora, temos o propósito de despertar no público também, a consciência ambiental. Queremos voltar as atenções ao potencial turístico e à necessidade de preservação deste patrimônio natural”, ressalta o organizador do evento, Palmiro Pimenta.

Para solidificar ainda mais a comunhão, expositores locais foram convidados a participar deste grande momento e a Praça de Alimentação, a exemplo, ficará a encargo destes. Empregos diretos e indiretos também contemplaram a população de Chapada.

Durante a produção do evento, também foi realizada a campanha que vai impulsionar o reflorestamento das margens da nascente do Rio Coxipó, em Chapada. Cada compartilhamento do post “Clique Ambiental” na página do evento no Facebook, corresponde a uma árvore plantada. A doação oficial de 1000 mudas de árvores será feita à Associação de Defesa do Rio Coxipó (Aderco) via parceria com a entidade, mas caso a participação dos internautas seja bem expressiva este número pode saltar para 5 mil.

Leia também:  Fórum Sindical pede para MPE afastamento de deputados delatados

Pensado especialmente visando a segurança de seu público, o evento também oferece traslado nos dias do festival, saindo do Shopping Pantanal. Tem ainda equipes de pronto-atendimento de saúde a postos e estacionamento, dentre tantos outros serviços.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.