O desenvolvimento do milho no Estado de Mato Grosso (MT) pode continuar a ser prejudicados nos próximos três meses devido às chuvas. Dessa vez a perda pode vir com a falta da chuva e não mais com o excesso observado nos meses passados.

A partir de meados do mês de abril, é normal apresentar volumes de chuvas reduzidos no Estado, tal fato pode prejudicar a produtividade, que já tem projeção inferior à das duas últimas safras, com média estimada atualmente em 85,4 sc/ha no Estado. Os dados foram levantados pelo Boletim Semanal de milho-análise através do Instituto Mato Grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Para as próximas duas semanas a média das chuvas ocorridas nos municípios de MT apresentará volumes pouco acima dos 20 mm por semana, de acordo com dados da Somar Meteorologia. Entretanto, para a segunda semana de maio o volume médio semanal das precipitações tem previsão próxima de 5mm e até lá estima-se que cerca de 99,8% do milho se encontrará pendoado (formar pendões de flores), 45,9% em fase de enchimento de grãos e 7,8% em fase de maturação.

Leia também:  Economia cresce 0,7% este ano diz Banco Central
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.