A direção estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) se reuniu na noite de ontem (14), na pauta questões administrativas do partido, inclusive com a troca dos delegados e suplentes com direito a voto na convenção, nada que segundo fontes do AGORA MT possam comprometer o projeto de Lúdio Cabral. De acordo com o presidente regional da sigla, William Sampaio, que fez uma análise do cenário eleitoral de 2014, destacou que “caberá aos delegados decidir o projeto e se for vontade da maioria, o PT poderá ter nome para a majoritária”.

Com isso William Sampaio, já admite que o partido poderá decidir pela construção de um projeto majoritário, tendo o ex-vereador Lúdio Cabral na liderança da corrida ao governo. A declaração de Sampaio reforça a mudança de estratégia da cúpula do partido, a mudança já pode ser um reflexo do espaço conquistado por Lúdio entre os participantes do encontro do PT no dia 26 deste mês, que deverá referendar o nome do ex-vereador cuiabano ao governo.

Leia também:  Presidente Michel Temer segue internado em hospital de SP

Entre as pesquisas que avaliam o desempenho entre os eleitores para o pleito ao governo em 2014, Lúdio já aparece como ameaça ao líder oposicionista, Pedro Taques (PDT), quando nome de Blairo Maggi (PR) não aparece como opção as pesquisas estimuladas.

OUTROS NOMES

Além do senador Blairo Maggi (PR) e Lúdio Cabral (PT), outros nomes do arco de alianças do governo Silval Barbosa (PMDB), aparecem nas listas das pesquisas, são eles: o vice-governador Chico Daltro (PSD), o secretário estadual de administração Francisco Faiad (PMDB) e o juiz federal aposentado Sebastião Julier (PMDB), todos bem atrás de Blairo e Lúdio.

LEIA TAMBÉM: Entrevista: ‘Próximo governo precisa priorizar o cuidado com as pessoas’

Leia também:  Primavera do Leste e Mirassol D´Oeste elegem os novos prefeitos

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.