O que era para ser uma noite de festa no beisebol se transformou em uma cena grotesca e de incredulidade geral no Angel Stadium nesta segunda-feira. Aposentado em 2011, Vladimir Guerrero, de 39 anos, assinou um contrato de um dia com o Los Angeles Angels para uma despedida pela equipe, que defendeu de 2004 a 2009. Muito contente pela chance, ele foi convidado a dar o arremesso inicial da partida contra o Seattle Mariners. Mas o sorriso se transformou em uma expressão de preocupação quando o ex-atleta viu o técnico de rebatedores da equipe, Don Baylor, de 64 anos, torcer a perna de forma esquisita ao receber a bola.

Sem saber o que fazer, Vlad correu na direção de Baylor e tentou ajudar o membro da comissão técnica dos Angels a se levantar. Quando ele firmou a perna esquerda no chão e foi dar o primeiro passo, viu a direita, fraturada, se dobrar por não conseguir sustentar seu peso. Baylor precisou apoiar a mão no solo para não cair.

Leia também:  Meninas do vôlei vencem a primeira em Cuiabá

Antes disso, contudo, e do amargo placar final de 10 a 3 para o Seattle fora de casa, o clima era de alegria no estádio. Vlad assinou o contrato dentro do campo e foi ovacionado pelo público. O momento em que ele partiu para o arremesso inicial também foi de comoção e apoio total dos presentes nas arquibancadas.

Após o incidente, Baylor recebeu o auxílio de outros dois membros da comissão dos Angels e foi levado rapidamente ao hospital para exames. Curiosamente, além de Vlad, Baylor é o único MVP dos Angels na história da liga americana de beisebol.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.