A Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) emitiu uma nota a respeito da declaração do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), sobre a investigação do caso atípico do mal da vaca louca ou Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB), no estado.

 NOTA OFICIAL

Em reunião extraordinária realizada no final da tarde de quinta-feira (24) entre representantes da Famato, Fesa, Indea-MT e a superintendência da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a Famato foi comunicada oficialmente de que o sistema brasileiro de defesa animal do Mapa e do Indea-MT estão tomando as devidas providências e ações diante de um caso atípico de Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB) em Mato Grosso.

Leia também:  Dois homens morrem eletrocutados enquanto trabalhavam em posto de combustível em MT

A Famato ficará atenta às investigações dos órgãos oficiais e aguardará o diagnóstico conclusivo do laboratório da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

A entidade reforça que o momento é de investigação e, por conta disso, especulações sobre um fato que ainda não foi comprovado são desnecessárias. Acreditamos na transparência dos órgãos oficiais e vamos continuar acompanhando o caso. A previsão é de que o laudo oficial seja divulgado pelo Mapa dia 30 de abril.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.