Em Xangai, a evolução do carro em relação às provas anteriores foi comprovada pelo pódio de Fernando Alonso. Para o GP da Espanha, quinto da temporada da Fórmula 1, a Ferrari deve fazer pelo menos três alterações significativas no F14 T em busca de tempos ainda mais baixos. As informações são do jornal “Gazzetta dello Sport”.

Segundo a publicação italiana, o engenheiro James Allison seria o responsável pelo projeto. Para o GP da China, ele já havia modificado a asa traseira e os freios dianteiros, gerando maior tração para o carro. Agora, a principal alteração seria aerodinâmica e desencadearia as outras duas mudanças. A ideia é deixar o “nariz” mais recuado e alto.

Com um formato mais aerodinâmico, a equipe de engenheiros da escuderia italiana espera que haja uma evolução do rendimento do motor e maior harmonização com a parte eletrônica.

Leia também:  Federação e clubes definem detalhes da Copa FMF

Estes comandos receberão especial atenção no carro de Kimi Raikkonen, onde serão suavizados em busca de melhor adaptação ao estilo de pilotagem do finlandês. Apenas o 12º no Mundial de pilotos, ele vem sendo duramente criticado pelo fraco desempenho neste início de ano.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.