Juíza Maria Mazarelo - Foto: Ricardo Costa / AGORA MT
Juíza Maria Mazarelo – Foto: Ricardo Costa / AGORA MT

A Concessionária Morro da Mesa, que administra a MT-130, teve a sua 1ª derrota na Justiça, na tarde desta quarta-feira (9). A Juíza de Rondonópolis, Maria Mazarelo Farias Pinto, negou o recurso pedido pela Concessionária.

Desde o dia 25 de março que a Morro da Mesa está impedida de cobrar pedágio no trecho que liga Rondonópolis a Poxoréu devido a uma decisão da magistrada Mazarelo que acatou um pedido de liminar imposto pela promotora Joana Ninis (Saiba mais).

Consta na decisão da juíza desta quarta-feira que além de não ter uma via alternativa, a falta de estrutura coloca em risco a vida das pessoas. “Que muito além da situação de ausência de via alternativa que impede a população que mora no entorno da praça de pedágio, de baixa renda, de locomover-se livremente, está a má condição da rodovia que colocam em risco a vida de todas as pessoas que por ali trafegam diariamente, apesar da obrigatoriedade do pagamento do pedágio”, relata a magistrada no documento.

Leia também:  Desfile de 7 de Setembro terá reforço com mais de 3 mil desbravadores

Como ainda não houve melhoria significativa no trecho da MT-130, a juíza então resolveu manter suspensa a cobrança no pedágio. “Diante de tais fundamentos, rejeito os presentes embargos de declaração, mantendo a decisão de fls. 579/582 em todos os seus termos”, finaliza.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.