A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou nesta quinta-feira (3) no Diário Oficial da União o edital de concessão do trecho de 624 quilômetros da BR-153, entre o Tocantins e Goiás. De acordo com o cronograma, o leilão será no dia 23 de maio, na sede da BM&FBovespa, em São Paulo. O valor da tarifa-teto de pedágio foi fixado em R$ 9,22 para cada 100 quilômetros. Ganhará a disputa quem ofertar a menor tarifa.

O trecho a ser concedido passa por 23 municípios entre Anápolis (GO) e Aliança de Tocantins (TO). O prazo da concessão é 30 anos, e a previsão é que sejam investidos R$ 4,31 bilhões em serviços de duplicação, manutenção, conservação, operação, implantação de melhorias e ampliação de capacidade.

Leia também:  Abate de bovinos recua 4,17%, mas economistas acreditam em reversão de queda

O trecho terá nove praças de pedágio, mas a cobrança só poderá começar após a conclusão dos trabalhos iniciais na rodovia e a execução de 10% das obras de duplicação. O trecho concedido deverá ser totalmente duplicado em cinco anos.

Um outro trecho da BR-153, entre o Distrito Federal e Minas Gerais, já foi concedido à iniciativa privada no final do ano passado. A rodovia é considerada a principal via de integração entre o Norte e o Centro-Sul do país.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.