Além do macacão da estreia pela Lotus, outra peça que acompanhou Ayrton Senna nas pistas da Fórmula 1 será leiloada este ano. O macacão utilizado pelo tricampeão mundial no GP de Mônaco de 1991 vai a leilão no dia 10 de maio, com lance inicial de 30 mil euros, cerca de R$ 91 mil. A venda será realizada no complexo Le Sporting, em Mônaco, poucos dias após as homenagens pelos 20 anos da trágica morte do piloto, e duas semanas antes do tradicional GP disputado nas ruas de Monte Carlo, sexta etapa da atual temporada, com largada marcada para 25 de maio.

De acordo com a empresa responsável pelo leilão, a peça virá acompanhada de um documento atestando a veracidade do uniforme, assinado por Ron Dennis, que foi chefe de Senna na McLaren até o final da temporada de 1993. O macacão já pertenceu à coleção pessoal do britânico e, segundo o anúncio da venda, encontra-se em condições impecáveis de conservação.

Leia também:  Colorado perde e precisa reverter diferença de dois gols

Conhecido por muitos como “Rei de Mônaco”, Senna ainda detém o recorde de vitórias da prova mais famosa da Fórmula 1. Na edição de 1991, quando utilizou o macacão que será leiloado, o piloto venceria a corrida nas ruas do principado pela quarta vez. Naquela etapa, Senna também fez a pole position, mas a volta mais rápida foi registrada pelo antigo rival, Alain Prost, então na Ferrari. Pela McLaren, o brasileiro ainda voltaria a triunfar por lá em mais duas ocasiões, em 1992 e 1993.

A vitória no GP de Mônaco de 1991 foi a quarta consecutiva naquela temporada, em quatro etapas. O brasileiro venceria outras três corridas, sagrando-se tricampeão mundial com boa margem de frente sobre o principal adversário daquele ano, o inglês Nigel Mansell, da Williams. O Brasil também estava representado por outros três pilotos: Nelson Piquet e Roberto Moreno, da Benetton, e Maurício Gugelmin (Leyton House).

Leia também:  Torneio de tênis começa nesta quarta em Cuiabá

Senna à venda

Diversas peças que pertenceram ao saudoso tricampeão mundial foram a leilão nas últimas duas décadas. Em fevereiro de 2012, um macacão utilizado pelo piloto durante a temporada de 1990, quando ele conquistou seu bicampeonato com a McLaren, foi arrematada por 35 mil euros (R$ 106 mil). Um capacete da temporada de 1993, quando o brasileiro foi vice-campeão, alcançou o valor de 71 mil libras (R$ 262 mil), e um par de luvas chegou a R$ 66 mil. Recentemente, um capacete prateado feito em tributo ao ídolo foi vendido por US$ 28 mil, cerca de R$ 62 mil.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.