O número de crimes sexuais ocorridos em Rondonópolis, principalmente contra crianças e adolescentes, cresceu nos últimos meses. A preocupação por parte da Polícia Civil é que a maioria dos abusos acontece dentro da própria casa.

De acordo com a delegada Divina Aparecida Vieira, responsável pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, os casos tem aumentado significativamente na cidade, e muitos inquéritos tem sido instaurados, porém na maioria dos casos o pai, o padrasto ou uma pessoa próxima a família é quem comete o crime e por isso fica mais difícil acontecer as denúncias, já que as vítimas convivem com o medo e na maioria das vezes sob ameaças.

A delegada afirmou ainda que a escola tem um papel muito importante na descoberta do crime, já que na maioria dos casos é na escola que a criança acaba se abrindo com um colega ou com a própria professora.

Leia também:  Caminhoneiros são rendidos e assaltados em posto de combustível

Nas ruas, apesar das ocorrências serem em menores proporções, o indicado é que crianças e adolescentes não andem sozinhas, principalmente durante a noite e que chamem um adulto, caso notem a presença de alguém estranho rondando principalmente na frente das escolas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.