Os Estados Unidos vão consultar os principais dirigentes europeus durante o dia de hoje sobre a possibilidade de novas sanções contra a Rússia, anunciou o presidente Barack Obama.
Durante visita a Seul, ele informou que pretende coordenar uma aproximação com os aliados europeus, depois de os Estados Unidos terem concluído que a Rússia não fez nada para cumprir o acordo firmado na semana passada em Genebra, a propósito da crise na Ucrânia.
“Vou falar com os europeus outra vez, esta noite, não com todos, mas com os principais, para assegurar-me de que partilham a minha avaliação sobre a situação desde as negociações de Genebra”, disse Obama em entrevista.
Washington tem definidas várias sanções contra a Rússia, “que estão prontas para ser decretadas”, acrescentou.
Ontem à noite, o secretário norte-americano, John Kerry, lembrou que Moscou “não cumpriu a iniciativa mínima” para pôr em prática o acordo concluído em Genebra, com o objetivo de diminuir a tensão na Ucrânia.

Leia também:  México encerrará buscas por sobreviventes em terremoto que matou 326 pessoas
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.