O roubo de carros em todo Brasil disparou, elevando o custo das seguradoras. Em Rondonópolis devido à onda de assaltos o reajuste chega até 100% no preço de seguros de caminhonete Hilux, que é o veículo mais cobiçado pela quadrilha que tem assombrado o Estado.

De acordo com o técnico em seguros, Diogo Cézar, o medo de roubos provoca um aumento significativo por seguros de caminhonete. O técnico ainda diz que algumas empresas estão até se negando a segurar a caminhonete no modelo Hilux.

Em Rondonópolis só este ano foram registradas quatro assaltos de caminhonetes Hilux, dois desses aconteceram em menos de 15 dias, todos envolvendo vítimas em cárcere privado.

Leia também:  Economia cresce 0,7% este ano diz Banco Central

De acordo com o vice-presidente da Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg), Luiz Alberto Pomarole, o setor está registrando, desde outubro do ano passado um aumento expressivo nos roubos de carros no Brasil inteiro, e que não esfriou nem em dezembro, época em que os ladrões costumam agir menos. “Não sabemos por que o roubo cai, mas parece que os ladrões também tiram férias em dezembro”, o aumento de roubos continuou também em janeiro, e algumas seguradoras têm aplicado correções nos prêmios cobrados dos segurados por conta disso. “O roubo de carros está rolando solto”, afirma Pomarole.

Além da ação dos assaltantes, o preço do seguro dos carros está sendo pressionado este ano pelo custo das peças e da mão de obra para consertos, diz o vice-presidente da FenSeg. “O custo de conserto em caso de colisão vem subindo bem acima da inflação, na média entre 10% e 15% em todo o país, e isso também vai pesar no seguro”, afirma, lembrando que o IPCA do ano passado ficou perto de 6%. “Em geral, o aumento do seguro de carros vai ser por conta dos roubos e do custo de peças e oficinas”, explica.

Leia também:  Petrobras reajusta em 6,5% preço do gás para comércio e indústria

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.