O presidente do Mixto, Éder Moraes, foi mais um que disparou críticas contra o árbitro catarinense Braulio Machado, que teve atuação contestada na derrota para o Santos, por 3 a 0, na Vila Belmiro, pela Copa do Brasil. Sem poupar palavras, ele afirmou que o Tigre foi roubado descaradamente e que o árbitro é um safado.

– Sabíamos que seria quase impossível passar pelo Santos, mas não precisava de um juiz sem vergonha, safado, que nos roubou descaradamente. Levou o jogo do jeito que quis. O time foi guerreiro, lutamos, a torcida compareceu. O Mixto está de parabéns. Nossa folha salarial não dá nem um quarto em comparação com a do Santos. Viemos aqui e honramos essa camisa – disse à rádio Industrial.

Leia também:  Título da Champions pode fazer CR7 alcançar Messi

Sobre o futuro do time, que não deve ter calendário no segundo semestre (caso a Copa Mato Grosso não aconteça), o presidente afirmou que vai liberar todo o elenco e iniciar o planejamento para o restante do ano.

– Nossa ideias continuam. Temos que deixar infraestrutura ao Mixto. Estamos perto de construir o centro de treinamento, a loja oficial, o escritório. Vamos com calma agora, montar um time novo, repensar essa equipe. Queremos realizar de três a quatro amistosos na Arena Pantanal, contra grandes times.

O Mixto marcou a reapresentação do elenco para a próxima terça-feira, quando vai definir os detalhes das dispensas.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.