A mudança de atitude do presidente do Sindicato do Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (Sispmur), Rubens Paulo de Oliveira, não agradou muitos funcionários na última assembleia onde ele sugeriu inclusive que o indicativo de greve fosse esquecido e os servidores aguardassem a conclusão da elaboração e a aprovação do novo Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) sem maiores manifestações.

Naquele mesmo dia, alguns servidores chegaram a levantar a hipótese de que a mudança de atitude de Rubens seria um passo dado pelo sindicalista para pavimentar sua entrada na Câmara Municipal, já que o líder classista é primeiro suplente na coligação que elegeu além do vereador Elton Mazette do Partido Social Cristão, mesmo partido de Rubens, o vereador Rodrigo da Zaeli do Partido da Social Democracia (PSDB), que trabalha sua pré-candidatura à deputado estadual nas próximas eleições.

Leia também:  Bezerra diz que se sente um "guri"

Podem ser apenas especulações, mas a mudança de Rubens causa realmente estranheza, já que o antes combativo líder sindicalista agora tem apenas tentado conduzir as assembleias de forma que não comprometa as conversações para que seja o mais novo legislador do município num futuro próximo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.