A Secretaria Municipal de Saúde precisa construir mais 70 Postos de Saúde da Família (PSF) para suprir a demanda de atendimento à população, caso seja baixada a portaria do Ministério da Saúde onde estabelece que cada unidade acompanhe no máximo 800 famílias.

A gestora da pasta, Marildes Ferreira, explicou que foi a Brasília e teve conhecimento da portaria, que deve ser aprovada este ano, onde estabelece que os PSFs passarão a atender apenas 800 famílias e não mais 1.200 como acontece atualmente. Contudo para isso será necessário mais 70 unidades com recursos do Ministério da Saúde.

Atualmente Rondonópolis possui 36 PSFs que cobre 56,7% do município e a meta da secretaria é ampliar o número de unidades e oferecer os serviços à 70% da comunidade. Marildes observou que ainda este ano devem ser construídos mais oito prédios no modelo exigido pelo Ministério da Saúde.

Leia também:  Balcão de empregos: 231 vagas para Rondonópolis (08/06)
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.