Dois jogos, nenhuma vitória, primeira derrota e a proximidade da zona de rebaixamento da Série B. O Vasco começa mal sua luta para retornar à primeira divisão do Campeonato Brasileiro – com dificuldades que foram resumidas neste sábado (26), em Cuiabá, ao ser batido pelo Luverdense por 2 a 1 em jogo que serviu de teste para a Arena Pantanal, uma das sedes da Copa do Mundo. O resultado, somado ao empate com o América-MG na estreia, deixa o time carioca na 16ª posição, uma acima daqueles momentaneamente derrubados para a Série C.

O panorama pouco animador nem pode ser contestado pelo Vasco, que teve atuação muito fraca. Só acordou no segundo tempo, quando já perdia por 2 a 0 e dava pinta de que poderia levar mais gols. A ressalva é a ausência de boa parte da base da equipe. Martin Silva, Rodrigo, Guiñazu, Pedro Ken e Edmilson, alguns dos principais jogadores da equipe, estiveram fora.

Leia também:  Acontece nesse final de semana 1º Torneio de Férias de Vôlei no Ginásio Municipal de Jaciara

Mesmo assim, a atuação esteve abaixo do aceitável. O ataque foi ineficiente, e a defesa cedeu espaços o tempo todo. A vida de Luan virou um inferno. Era sempre ele contra Misael, o destaque do Luverdense, agora terceiro colocado na Série B, com quatro pontos. O atacante foi a principal saída de ataque, aproveitando as costas de Diego Renan e a cobertura insuficiente dos volantes vascaínos.

Mas os gols não foram dele. Quem abriu o placar, ainda no primeiro tempo, foi o centroavante Reinaldo, ex-Flamengo, após disparada pela direita de Raul Prata. Na etapa final, Rubinho aproveitou pênalti sofrido por Misael, em puxão de André Rocha, e bateu no canto oposto ao do goleiro Diogo Silva para ampliar.

Leia também:  União, mesmo com derrota, avança e joga de novo contra o Dom Bosco
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.