Percorrer o supermercado e deparar com os alimentos orgânicos deixou de ser uma ocorrência exótica. Eles estão nas mais diversas prateleiras e não se restringem mais às frutas, legumes e verduras. Vão da simples alface da saladinha às carnes, bebidas, sem deixar de lado os industrializados, como açúcar e o achocolatado.Estudos já indicam que esses alimentos ganham em valor nutricional em relação aos convencionais. Mas o que são os orgânicos exatamente? “Nada mais que o resultado de um sistema de produção agrícola que maneja o solo e os recursos naturais de forma equilibrada, mantendo a harmonia desses elementos entre si e com os seres humanos” , explica a nutricionista Fabiana Honda.

Agrotóxicos, adubos químicos e sementes transgênicas vivem a milhas de distância da terra onde brotam esses alimentos. A harmonia do ambiente faz com que as plantas apresentem um metabolismo mais resistente a pragas e doenças.

Hormônios e anabolizantes para engordar e acelerar o crescimento dos animais são totalmente renegados na agropecuária orgânica. Até a caminho dos supermercados e feiras, os orgânicos são separados dos outros alimentos para não terem contato nenhum com qualquer tipo de substância artificial.

Leia também:  Sorgo: vale a pena conhecer esse cereal

Benefícios dos orgânicos
Os orgânicos possuem cargas extras principalmente dos minerais. Segundo o Instituto Biodinâmico (IBD), eles apresentam em média, 63% a mais de cálcio; 73% a mais de ferro; 118% a mais de magnésio; 178% a mais de molibdênio; 91% a mais de fósforo; 125% a mais de potássio e 60% a mais de zinco.

Outro estudo, realizado pela Universidade de São Paulo (USP), mostrou que os ovos da galinha caipira, criadas de acordo com os métodos da agropecuária orgânica, possuem cerca de quatro vezes mais vitamina A que os de granja. Entretanto, ainda não há certeza se esse tipo de cultivo dá mesmo origem a alimentos mais potentes na prevenção e tratamento de doenças.

Parte-se do princípio que, sem agrotóxicos nem pesticidas, a planta cria mecanismos próprios de defesa. Isso, então, estimularia a produção de vitaminas e fitoquímicos com ação antioxidante, como os flavonóides e o licopeno, que previnem certos tipos de câncer.

Leia também:  Uma gordura que faz bem para o cérebro

A maioria das pesquisas sobre alimentos orgânicos e convencionais faz comparativos nos teores de nutrientes. Mas ainda são praticamente inexistentes os estudos epidemiológicos que fazem uma associação com a saúde humana.

Orgânicos fiscalizados

Os critérios para produção dos orgânicos são tão rígidos que há empresas habilitadas a conferir o certificado de qualidade ao produtor. Ou seja, quando for comprar uma alimento orgânico, observe se ele estampa na sua embalagem um selo de inspeção.

A presença cada vez maior dos orgânicos na mesa do consumidor pode ser refletida nas vendas da Native. A empresa, com sede em Sertãozinho (SP), possui o açúcar, o café, o suco de laranja e o achocolatado entre sua linha de produtos. De 2006 a 2007, obteve crescimento de 60% das vendas. O interesse por produtos ecologicamente corretos não se restringe ao Brasil. Carro chefe da Native, o açúcar é exportado para mais de 50 países, dentre os quais Estados Unidos, Inglaterra, Japão, Canadá, França, Alemanha.
Aspectos que diferenciam produtos orgânicos dos convencionais

Leia também:  Como reconhecer os 7 sintomas de esgotamento nervoso

1. Respeito ao ciclo das estações do ano e às características das regiões;
2. Colheita de vegetais na época da maturação (sem indução);
3. Uso de adubos orgânicos e reciclagem de materiais;
4. Tratamentos naturais contra praga e doenças nos vegetais e plantas;
5. Acesso dos animais a piquetes abertos;
6. Os animais também recebem nutrição orgânica, além de de práticas terapêuticas;
7.Permanecem separados dos não-orgânicos durante o manuseio, a passagem pelo maquinário, o transporte e a venda.
8. Nos pontos-de-venda, são armazenados em prateleiras e geladeiras limpas e desinfetadas sob critério e fiscalização das certificadoras.
9. Propriedades que exploram os trabalhadores ou usam mão-de-obra infantil não recebem o certificado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.