O corte médio é democrático e permite variações de textura. Aposte! Foto: Mari Queiroz (AMUSE-MENT)
O corte médio é democrático e permite variações de textura. Aposte!
Foto: Mari Queiroz (AMUSE-MENT)

O boom do médio

“Democrático, o corte na altura dos ombros vai bem em qualquer formato de rosto e em todas as texturas – lisa, ondulada e crespa. Fico feliz em ver que as brasileiras estão experimentando o novo comprimento”, diz Eron Araújo, cabeleireiro do salão Blend, em São Paulo. “O corte moderno tem base reta e camadas suaves. Também permite variações, como a franja na altura do nariz, usada na diagonal”, fala Julio Crepaldi, cabeleireiro do salão Galeria, também em São Paulo. Na hora de arrumar o cabelo, o visual combina com um acabamento mais natural. “Em vez de escovar, use musse para dar volume e um toque desarrumado aos fios”, sugere o cabeleireiro e maquiador Kiko de Lima, de São Paulo.

Leia também:  Colete: Saiba como usar a peça queridinha do momento | Moda e Beleza
Preparada para uma mudança radical? Passe a tesoura e conquiste o seu pixie. Foto: Mari Queiroz (AMUSE-MENT)
Preparada para uma mudança radical? Passe a tesoura e conquiste o seu pixie.
Foto: Mari Queiroz (AMUSE-MENT)

O curto que pegou

“Se antes o cabelo curto era restrito às mulheres mais velhas, hoje essa situação se inverteu. O pixie hair, um corte todo desconectado, é extremamente jovem, a cara de moças com personalidade e estilo”, acredita Julio Crepaldi. Com a nuca batida e as laterais mais curtas, o pixie permite variações, como uma franja comprida ou um dos lados mais longo. “Também pode ser penteado de diversas formas: bagunçado, com a ajuda de pomada ou cera, ou mais coladinho na cabeça”, fala Kiko. “O importante é caprichar nos acessórios e na maquiagem. Batom vermelho e muita máscara para cílios evitam o visual andrógino e deixam o look mais feminino”, sugere Eron.

Se você não consegue abrir mão do longo, dê uma repaginada com o corte reto. Foto: Mari Queiroz (AMUSE-MENT)
Se você não consegue abrir mão do longo, dê uma repaginada com o corte reto.
Foto: Mari Queiroz (AMUSE-MENT)

Longo e leve

“Sei bem que as brasileiras amam um cabelão. Mas, se os fios passam muito da linha do sutiã, já é exagero”, fala Eron, que acredita que o comprimento ideal chega até o início dos seios. Tem mais: o novo longo tem base reta (esqueça de vez o formato em V) e graduação sutil, que começa a partir da boca. “O objetivo é dar leveza, movimento e emoldurar o rosto, mas sem deixar um repicado muito marcado, como se usou no passado”, explica Emerson Dias, cabeleireiro do Glass Hair, em São Paulo. Apesar de a textura lisa evidenciar melhor o corte, dá para ondular o cabelo com babyliss e ganhar o aspecto de surfista chic, que está súper na moda.

Leia também:  Aprenda dicas rápidas para uma maquiagem perfeita
A franja do momento tem um ar vintage, mas deixou o desfiado no passado Foto: Mari Queiroz (AMUSE-MENT)
A franja do momento tem um ar vintage, mas deixou o desfiado no passado
Foto: Mari Queiroz (AMUSE-MENT)

A franja de atitude

Ela é densa, na altura das sobrancelhas e reta no meio da testa. Mas vai se tornando côncava nas laterais. Essa é a franja do momento – nada daquele desfiadinho do passado. Moderna, tem um perfume vintage e, por isso, conquistou mulheres descoladas que gostam de um visual retrô. “Mas não atende a todos os tipos. Quem tem rosto redondo, cabelo crespo, é baixa ou gordinha não deve aderir”, fala Eron. Para evitar que fique infantil, a franja tem uma irregularidade sutil nas pontas – um repicado quase imperceptível. “Para finalizar, vale modelar a franja com uma escova grossa e redonda e dar textura ao comprimento com musse e pomada em pó”, explica Kiko.

Leia também:  Conheça a tendência sereísmo 2017 | Moda e Beleza
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.