Os grupos políticos se reuniram na última semana durante todos os dias para intensificar as articulações para a composição da chapa. Após a decisão oficial do senador Blairo Maggi (PR) de ficar de fora do pleito (leia aqui), os partidos resolveram analisar o quadro eleitoral e definiram no último sábado (3) de que que o senador Pedro Taques (PDT) será o cabeça de chapa e que o presidente da Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja) , Carlos Fávaro (PP), será o candidato a vice.

Depois de muita discussão também ficou acertado de que a cúpula que apoia Pedro Taques não quer o PR na chapa. Nas últimas semanas, lideranças dos grupos políticos diziam que temiam uma formação de aliança com o PR devido aos desgastes do atual governo de Silval Barbosa (PMDB), onde a sigla tem cargos estratégicos.

Leia também:  Jota Silva quer disputar cadeira na AL em 2018

Mas quem gostou mesmo desse afastamento do PR, foi o senador Jayme Campos (DEM) que agora garantiu a sua vaga para tentar a reeleição. Jayme já ameaçava deixar o grupo caso o deputado Wellington Fagundes (PR) fosse ficar com a vaga ao Senado pela coligação (leia mais).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.