O armador Leandrinho voltou a se manifestar via Twitter contra os episódios recentes de racismo no esporte. Ele, que já havia posado com bananas para apoiar a ação do lateral-direito Daniel Alves, do Barcelona e da seleção, que comeu uma fruta jogada no gramado na partida do Barça contra o Villarreal, pelo Campeonato Espanhol, novamente usou uma imagem para ilustrar sua indignação. O alvo, agora foi Donald Sterling, proprietário do Los Angeles Clippers, da NBA, que deu declarações racistas para uma ex-namorada e acabou banido da liga.

O jogador da seleção brasileira de basquete e do Phoenix Suns tirou foto de punho fechado, com o braço esquerdo erguido, no intuito de repetir o mesmo gesto de Tommie Smith e John Carlos durante os Jogos Olímpicos de 1968, na Cidade do México. A saudação, que na verdade é feita com o braço direito, é um dos símbolos do movimento Black Power e tornou-se um marco da luta dos afro-americanos por seus direitos.
Confira a íntegra da postagem do brasileiro:

Leia também:  Copa do Brasil é a meta de Pesso

“Como foi feito por Tommie Smith e John Carlos durante os Jogos Olímpicos de 1968 na cidade do México, preciso me levantar e dar o meu apoio aos jogadores Clippers e para o Comissário da NBA Adam Silver em suas decisões. Unidos contra o racismo!! #ContraRacismo #SomosTodosMacacos”

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.