Para 2014, a Ferrari dispensou os serviços de Felipe Massa e contratou Kimi Raikkonen em busca de mais regularidade e um desempenho mais próximo do bicampeão Fernando Alonso. Mas o finlandês tem sofrido para acompanhar o ritmo do espanhol. Em seis etapas, o “Homem de Gelo” não conseguiu chegar nenhuma vez à frente de Alonso e possui 17 pontos, um a menos que o brasileiro – que, agora na Williams, soma 18. Enquanto isso, Fernando já alcançou 61. A diferença entre a atual dupla da escuderia italiana é maior que a que Fernando e Felipe tinham nesta altura do campeonato de 2013 (78 x 45). Muita gente está admirada com a disparidade entre Kimi e Alonso, exceto o próprio Massa.

– Para mim, a diferença entre Fernando e Kimi não é uma surpresa. Eu esperava por isso, porque Fernando construiu uma equipe em torno dele e pelo modo dele pilotar. Ele é um piloto muito forte e coloca tudo o seu lado também. Não é fácil – disse o brasileiro ao site britânico “Autosport”.

Para Massa, Raikkonen precisará de tempo para conseguir se readaptar a equipe para ter chances de rivalizar com Alonso.
– Acredito que para ser melhor que Fernando, é preciso ser perfeito com o carro. E acho que o Kimi ainda não está 100% adaptado ao carro.

Massa e Raikkonen foram companheiros de Ferrari de 2007 a 2009 e tiveram desempenhos muito semelhantes. O finlandês faturou o título de 2007, enquanto o brasileiro só não faturou o de 2008 por um ponto. No último ano da parceria, o brasileiro sofreu o grave acidente do GP da Hungria e só voltou em 2010. Quando voltou à F-1, Felipe encontrou Alonso na Ferrari. Em quatro temporadas, o brasileiro teve muita dificuldade para conseguir acompanhar a forte performance do espanhol, considerado por muitos o melhor piloto da atualidade.

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.