Com o senador Blairo Maggi oficialmente fora do páreo das eleições de 2014, o projeto do também senador Pedro Taques (PDT) ao governo de Mato Grosso ganha mais força. Há quatro anos ele tem feito pré-campanha ao governo, tão logo assumiu o cargo de senador da República.

O grupo da base aliada tem outros nomes, mas não com o peso político de Maggi. Apesar de ser uma nova liderança, Lúdio Cabral vem com desgaste do PT que está no poder desde 2002 no comando do país, já o PSD não agrega. Embora o partido seja forte em nível do estado, não tem muitas lideranças de destaque, com exceção do ministro Afif Domingos e o ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.

Leia também:  Donos de caçamba pedem apoio para vereadores

O PMDB com Julier seria um bom candidato, se estivesse disposto a ir ao embate contra Pedro Taques, pois os dois têm o mesmo conceito de ética e moralidade.

Agora resta aguardar as próximas jogadas políticas, sem o senador Maggi na jogada.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.