A Petrobras informou que 8.298 empregados aderiram ao plano de desligamento voluntário. O total de empregados inscritos representa 12,4% do efetivo da companhia, e mais da metade irão se desligar da empresa neste ano. A estatal espera reduzir os custos com pessoal em R$ 13 bilhões até 2018. As despesas com as demissões devem chegar a R$ 2,4 bilhões, mas a empresa espera compensar o gasto em nove meses após a saída dos funcionários.

Aprovado pela Diretoria Executiva da Petrobras, o programa de demissões buscou os empregados aposentados pelo Instituto Nacional do Seguro Social que continuam trabalhando e os que têm tempo e idade para se aposentar, mas ainda não deram entrada no processo de aposentadoria. Buscou também os que podem se desligar da companhia a qualquer momento, por terem idade igual ou superior a 55 anos até o dia 31 de março, quando terminou o prazo de adesão.

Leia também:  Black Friday leva consumidores para as ruas de Rondonópolis nesta sexta
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.