Parte das linhas de telefones e internet amanheceram sem funcionar nesta quarta-feira (7) em alguns departamentos da Prefeitura Municipal de Rondonópolis. A explicação é uma dívida de R$ 137 mil com a empresa de telefonia que fornece o serviço ao município.

O secretário de Governo, Renato Teixeira, explicou que a dívida já se arrasta desde 2012 e que mesmo após dois anos de gestão ainda não houve tempo hábil para verificar todas as faturas, o que provocou o corte do serviço. Teixeira contou que outro fator que teria feito a Prefeitura não acertar as contas foi um acréscimo de cerca de 60% no valor das faturas registrado de um ano para outro.

Leia também:  Grupos recebem melhoria na qualidade vida através da hidroginástica

“Encontramos disparidades nos valores de um ano para outro, por isso estamos em processo de verificação para saber se realmente a Prefeitura fez o uso de todos os serviços cobrados pela empresa telefônica”, diz o secretário.

De acordo com Teixeira já foi feito o contato com a empresa responsável, porém ela nega a voltar oferecer o serviço enquanto não houver o pagamento integral da fatura. Os valores da dívida são referentes ao ano de 2012, sendo R$ 8 mil, e de 2013 a quantia de R$ 129 mil.

REPERCUTIU NA CÂMARA

O vereador Beto do Amendoim (PSL) aproveitou a sessão da Câmara Municipal para mostrar a sua indignação sobre o corte do telefone e da internet no Paço Municipal. “Isso é um erro grotesco por parte da administração, é uma vergonha um órgão ficar sem serviço por corte da internet”, afirma Beto.

Leia também:  Motociclista fica ferido após acidente na área central de Rondonópolis

Para o vereador a situação tem que ser tratada como grave, afinal são 24 meses sem pagar as faturas. “A pessoa responsável por isso precisa ser punida severamente, assim como ocorreu no caso do Pronto Atendimento (leia aqui). Esse tipo de situação expõe a cidade ao ridículo”, cobra o vereador.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.