Jovens e adultos de três comunidades rurais do município de Juruena terão acesso a cursos profissionalizantes de informática e Internet. É a primeira iniciativa desse tipo na zona rural do município. A novidade é uma iniciativa do Projeto Cultivação patrocinado pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental.

Ao todo estão planejados três centros de inclusão digital, que ficarão à disposição das famílias participantes do Projeto. “Todo mundo está ansioso. As crianças usam internet na escola, mas com dificuldade, pois passam a maior parte do tempo na estrada e não tem um computador para usar quando voltam para casa”, diz Márcia Kraemer dos Santos, vice-presidente da Associação de Mulheres Andorinhas do Canamã (AMAC), parceira do Projeto na Comunidade Somapar.

Os cursos de Inclusão Digital da Comunidade Somapar serão realizados em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), que ofereceu o curso dentro do programa de gratuidade e disponibilizou um instrutor, laboratório móvel com 20 computadores que poderão ser usados pelos participantes durante o programa e, o mais importante para os agricultores, a certificação. “Ficamos muito felizes com essa parceria, pois é uma forma de levarmos a educação profissional para lugares distantes e isso faz parte do nosso objetivo estratégico”, diz André Henrique Santos , gerente da unidade do SENAI de Juína.

Leia também:  Após articulação do MPE, escola sonhada há mais de 10 anos vai se concretizar

Uma das dificuldades apontadas pelo gerente é a logística, pois as estradas na região tornam-se inacessíveis no período de chuva. Mas, mesmo assim, os instrutores devem estar presentes nas comunidades com o um kit móvel de inclusão digital. “A gente está construindo essa parceria. Como o Cultivação tem esse cunho social de desenvolver as pessoas, o SENAI pode ajudar levando educação profissional para melhorar a produtividade dessas famílias que vivem da cadeia produtiva da castanha”, diz Henrique.

As comunidades rurais beneficiadas são: Somapar, Vale do Amanhecer e 13 de Maio. A estimativa do Projeto CultivAção é capacitar por volta de 1560 pessoas.

Todos os cursos do SENAI são voltados para pessoas com mais de 14 anos e que tenham comprovado o 5º ano, por isso o Projeto Cultivação está circulando nos assentamentos e realizando um cadastro prévio de inscrição. “Uma das dificuldades é ajudar as famílias com os pré-requisitos. Nem todo mundo tem histórico escolar e isso é uma exigência para a certificação do SENAI”, diz Márcia.

Leia também:  Bombeiros se alegram por não ter registro de afogamento em festival de praia em MT

Ao todo serão 160 horas com duração média de dois meses. O Centro de Inclusão Digital (CID) Escola Estadual Dom Aquino foi inaugurado no dia 08 de maio com turma de 40 alunos com técnico do projeto Cultivação, certificação em informática básica, Já o CID comunidade Somapar vai abrir as portas no dia 12 de maio às 16s com turma de 30 alunos, curso com certificação SENAI. O CID vale do Amanhecer dia 14 às 15hs com turma de 20 alunos com técnico do projeto Cultivação, certificação em informática básica Projeto Cultivação. E o CID comunidade 13 de maio vai inaugurar no dia 19 deste mês às 09hs com turma de 10 alunos com técnico do projeto Cultivação, certificação em informática básica Projeto Cultivação. Os quatro centros de inclusão digital iniciam nesse mês de maio os cursos com vagas para 100 alunos, os cursos acontecerão durante todo o projeto, abrindo muitas outras vagas no decorrer do ano.

Leia também:  Mais de 2.300 contribuintes são convocados pela PGE para negociar dívidas

Sobre o CultivAção

O objetivo do projeto CultivAção, executado pela Associação de Mulheres Cantinho da Amazônia e patrocinado pela Petrobras através do Programa Petrobras Socioambiental, desenvolvido na região Noroeste de Mato Grosso, é gerar renda e inclusão social, de gênero e digital para moradores de quatro assentamentos da região.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.