Três homens foram presos e dois menores apreendidos na tarde desta terça-feira (13), em Rondonópolis, após serem pegos em flagrante suspeitos de dois roubos, sendo um seguido de sequestro. Por incrível que pareça, as vitimas dos dois casos eram parentes e uma não sabia o acontecido com o outro. Tudo terminou bem graças a ação rápida e brilhante da Força Tática e o apoio da guarnição da PM da região Salmen.

De acordo com o comandante da Força Tática, capitão Cândido Moreno, a 1ª vítima estava saindo de sua residência localizada no jardim Pindorama, com cerca de R$ 3,5 mil em espécie, quando dois rapazes o abordaram. Ele foi obrigado a ir para o banco de trás de seu carro e abaixar a cabeça. Um deles estava armado com um revólver calibre 22.

“Os suspeitos conduziram a vítima até o fim da rodovia do peixe. Chegando lá, eles deram tiro para o alto e mandaram o jovem correr, mas sem seus pertences. O Uno foi abandonado”, explica o capitão.

Outras duas pessoas davam suporte e ainda na Rodovia do Peixe fizeram a 2ª vítima. Roubaram a moto de um senhor que estava arrumando um carro, sem saber que este senhor era tio do jovem sequestrado.

Em conversa com a reportagem do Site AGORA MT, o jovem empresário vítima do roubo seguido de sequestro disse que ia viajar para o Paraguai, e que por isso estava com o dinheiro. Ainda de acordo com a vítima ele teria comentado apenas a um amigo sobre a viagem. “Eu nem sabia que meu tio também havia sido roubado depois de mim”, comenta.

Ainda segundo o capitão, o jovem conseguiu entrar em contato com a polícia e rapidamente a guarnição da Força Tática foi em direção à estrada. “Os quatro suspeitos foram capturados, dois deles tiveram azar, já que o pneu da moto roubada furou”, diz.

Já na 1ª Delegacia de Polícia os suspeitos envolvidos entregaram mais um comparsa. Ele identificado como Marcelo dos Santos Jesus, mecânico em uma oficina localizada no Jardim Tropical. Marcelo é o amigo que a vítima tinha comentado sobre a viagem. Conforme os suspeitos presos, foi ele quem contou sobre o grande volume de dinheiro.

A reportagem do Site AGORA MT acompanhou a viatura da Força Tática até o emprego de Marcelo. Ele é ex-presidiário, ficou preso um ano e meio na penitenciária de Jales-SP, acusado de roubo.

Os outro suspeitos foram identificados como de 17 anos,de 16 anos, Nasser Kennedy Silva Porto, 31 anos e Rafael Henrique de Jesus Alves 18 anos.

Veja no vídeo abaixo como foi a prisão de Marcelo.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=VqyTl9a-RwM[/youtube]

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.