A carreira de Stefan Struve esteve muito perto do fim, e a maioria dos fãs de MMA já tratava o retorno dele ao octógono como improvável. Diagnosticado com um vazamento da válvula aórtica do coração, que não permitia que ele tivesse plena eficiência nos treinos, o peso-pesado holandês precisou se submeter a um tratamento minucioso. Mas a recuperação foi tão melhor do que o esperado que está sendo tratada como “milagrosa” pela imprensa americana. Liberado pelos médicos em janeiro para voltar a treinar e lutar, Struve esta semana teve seu retorno de fato marcado para o dia 5 de julho, em Las Vegas (EUA), no UFC 175. O adversário será o americano Matt Mitrione. O duelo foi anunciado oficialmente pela organização nesta quinta-feira.

Leia também:  Após derrota, Luve tem desafio contra o Oeste

– Eu estava perdendo de 30% a 40% de sangue arterial (rico em oxigênio) a cada batida do coração. Então, meu coração tinha que trabalhar muito mais do que era suposto. Com a medicação para a pressão arterial, foram capazes de deixar a abertura menor, e o vazamento ficou menor. Meu coração está melhor e estou na melhor forma da minha vida. Eu me sinto incrível. Tenho energia para vários dias – disse Stefan Struve ao programa “UFC Tonight”.

Aos 26 anos, o grandalhão de 2,13m tem um cartel de 25 vitórias e seis derrotas no MMA. Ele vinha de quatro triunfos consecutivos até cruzar com Mark Hunt, em março de 2013, quando foi nocauteado de forma brutal. Struve, inclusive, teve o osso maxilar quebrado com os golpes do neozelandês. Já Mitrione, de 35 anos, tem sete vitórias e três derrotas no MMA e vem de triunfo por nocaute sobre o compatriota Shawn Jordan, em março deste ano.

Leia também:  Luve perde e está de volta à Zona da Degola

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.