Seja por falta de orientação ou por desconhecimento da gravidade dos riscos, alguns de nossos hábitos, como a alimentação incorreta e o sedentarismo, podem trazer grandes dores de cabeça no futuro.

Diversos estudos científicos mostram que a obesidade, o descontrole das taxas de colesterol e alguns problemas cardíacos e pulmonares, como enfisemas e bronquites crônicas, além dos temidos cânceres, têm forte relação com o estilo de vida moderno. Portanto, é recomendável ter atitudes mais saudáveis para evitar doenças e desfrutar de maior bem-estar.

Para que você possa se policiar e cuidar melhor de si, pedimos uma lista de dez erros mais comuns que comprometem o organismo ao especialista em medicina preventiva Carlos Eduardo Soares Santos e a Ana Huggler, médica na Global Nutrição.
Pular o jantar em nome do regime:

Passar fome não é sinônimo de menos peso. “Uma reeducação alimentar adequada nos ensina a comer a cada três horas e a incluir alimentos mais saudáveis, como os integrais, frutas, verduras, legumes e água”, explica a nutricionista Ana Huggler. Saltar etapas faz com que o organismo guarde mais gordura, como uma reserva de energia. A perda de peso acontece quando se come pouca quantidade e de forma fracionada.
Excesso de esforço:

Leia também:  Saiba como está a pesquisa da vacina brasileira contra a dengue

Exagerar na carga, colocando mais peso nos aparelhos da academia achando que isso vai ajudar a ganhar massa muscular mais rapidamente, é um erro grave. Isto aumento os riscos de lesões, principalmente nos joelhos e coluna.
Não retirar a maquiagem antes de dormir:

Este é um pecado muito comum. O mal costume induz ao envelhecimento precoce, além facilitar o surgimento de manchas na pele.
Banho muito quente:

Pode até ser relaxante, mas exagerar na temperatura causa a dilatação dos poros e pode provocar alergias. Prefira água morna.
Eliminar grupos de alimentos:

A dieta restritiva não é o caminho mais saudável para ficar de bem com a balança. Parar de comer carboidratos, por exemplo, pode provocar mau humor e perda de massa muscular.
Fumar:

Leia também:  Rótulos de certas águas de coco não são confiáveis, diz Proteste

Largar o vício é difícil, mas faça esse esforço em nome da sua saúde. O tabaco contribui para o envelhecimento e causa manchas na pele, além de elevar o risco de cânceres de pulmão, laringe, faringe, boca e mama, entre outras enfermidades.
Suplemento não é água:

Ingerir suplementos vitamínicos pode, mas com prescrição e acompanhamento médico. O excesso de determinados nutriente ocasiona males, como pedras nos rins, inchaço, retenção de líquidos e dor de cabeça, entre outros efeitos.
Usar protetor somente no verão:

O filtro solar não deve ser usado somente naqueles dias de calor intenso. Pelo contrário. Aplique o produto em toda a área exposta do corpo também no inverno ou em dias nublados para evitar o surgimento de sardas e pintas na pele, entre outros problemas dermatológicos.
Automedicação:

Leia também:  Um jeito inesperado de prevenir a endometriose

Tomar remédios por conta própria para se livrar daquela dorzinha de cabeça ou de uma febre ajuda a mascarar problemas mais graves. “O uso rotineiro e sem acompanhamento por um especialista facilita o agravamento de uma doença, seja por retardo no diagnóstico ou por ocultamento do quadro clínico”, alerta o especialista em medicina preventiva Carlos Eduardo Soares Santos.
Seguir a dieta da revista:

O que está escrito como a grande solução do momento pode não ser bom para você. “Cada organismo reage de uma maneira, ou seja, o metabolismo é diferente”, ressalta a nutricionista Ana Huggler. “O ideal é que você seja acompanhada por um profissional da saúde e que tenha uma dieta especifica”, reforça.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.