A Associação dos Municípios com Potencial Turístico (Amptur), desde que foi reativada em agosto de 2013, tem como princípio o desenvolvimento do turismo, a integração com o meio ambiente, a participação das comunidades no contexto turístico e também a descentralização de ações que geram condições locais para a promoção e captação de recursos para o turismo interno. A entidade é dirigida pelo prefeito de Dom Aquino, Josair Lopes, com a participação de 23 prefeitos de diferentes regiões do estado.

A equipe técnica da Amptur desenvolve desde o ano passado, uma em série de ações que marcam a reativação da entidade. Através do painel sobre a Regionalização do Turismo, foram apresentados o planejamento estratégico e as ações de marketing, que fomentam a atividade turística, além dos principais problemas enfrentados nos municípios que dificultam a aplicação de uma política de desenvolvimento do setor. Este ano, a entidade apresentou novas metas que visam desenvolvimento dos municípios turísticos. O trabalho conta com as parcerias da Secretaria de Estado de Desenvolvimento do Turismo (Sedtur) e da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM).

Leia também:  Detran iniciou primeira turma de Pilotagem Segura a motociclistas na Capital

A especialista em Gestão Estratégica do Turismo, Roselane Soares Monteiro, integra a equipe técnica da Amptur. Ela informou que entre as ações da entidade, estão o inventário turístico, a criação dos Conselhos Municipais de Turismo, o Fundo Municipal do Turismo e o Plano Municipal de Turismo. Ela frisou ainda que no mês de novembro, está programado um seminário que vai discutir as Perspectivas do Turismo Interno, com a participação do renomado palestrante Sancho Silva, autor de várias obras, entre elas o Turismo Interno.

Conforme Roselane, a equipe vai visitar as regiões, começando pelo polo de Brasnorte, que abrange os municípios de Portos Gaúchos, Juruena, Novo Horizonte do Norte, Nova Maringá e Juara. O trabalho da equipe é de mobilizar os municípios e orientar os servidores municipais que trabalham na área do turismo, sobre a formação dos conselhos, a criação do fundo e o Plano Municipal do Turismo, conforme a legislação em vigor.

Leia também:  Sine intermedeia mais de mil vagas de emprego em 24 municípios

Para colocar em prática o Plano Municipal de Turismo, é necessário criar o Conselho Municipal de Turismo (Comtur) e o Fundo Municipal de Turismo (Funtur), com programas dos governos federal e estadual e recursos de emendas parlamentares. Além disso, é necessário o inventário turístico (Invtur), uma das prerrogativas para o desenvolvimento dos municípios. O levantamento inclui desde os atrativos turísticos e todos os serviços disponíveis no município. Em seguida é realizado o diagnóstico, que trata de uma análise do inventário turístico, para ver em que área o município necessita de investimentos.

O plano de Desenvolvimento do Turismo inclui as diretrizes, programas e projetos voltados aos municípios. Entre as atividades a serem executadas pelas prefeituras, está a capacitação, além de execução de programas educacionais e ações de marketing, visando a divulgação da imagem e serviços. A implementação é um cronograma que vai dentro do plano de turismo. Quando as ações começam a ser efetivadas, é feito o monitoramento por meio de pesquisa institucional.

Leia também:  Final de semana em Cuiabá tem peças de teatro, filmes e exposições

A equipe da Amptur é integrada pela coordenadora executiva, Leila Marilsa Fraga, coordenadora financeira, Quitéria da Costa, e a especialista em Gestão Estratégica do Turismo, Roselane Soares Monteiro.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.