Foto: assessoria
Foto: assessoria

O vereador Reginaldo Santos (PPS) acompanhou a presidente do bairro Monte Líbano, Aparecida Maria de Almeida Silva, a ‘Cida, e o presidente do Conselho de Saúde da unidade de ESF (antigo PSF) da mesma região, Josenildo Pereira, em uma reunião recente com a secretária de saúde de Rondonópolis, Marildes Ferreira, e representantes da Secretaria de Infraestrutura do Município – Sinfra para tratar da reforma que está ocorrendo no ESF do bairro. O parlamentar pediu aos membros do Poder Executivo que efetivem uma linha mais enérgica na relação com as empreiteiras, especialmente as que arrastam por anos obras no setor da saúde.

O parlamentar, inclusive, citou casos até mais críticos que o do Monte Líbano para argumentar que o Município não pode mais ter tanta paciência com os maus prestadores de serviço. “A reforma do ESF do Monte Líbano é fundamental, precisa de melhores esclarecimentos à comunidade e necessita de uma maior celeridade na execução, assim como muitas outras. Temos o caso, por exemplo, das unidades que estão sendo construídas na Vila Rica e Pedra 90 que a empresa que estava fazendo a obra não deu conta de tocar e a prefeitura teve de fazer um destrato. No Morumbi então não deram conta nem de começar o serviço. Isto é um absurdo, estas empreiteiras não podem mais assumir obras públicas”, criticou.

Leia também:  Presidente da OAB se manifesta sobre advogada que chamou Maggi de "cocaleiro"

Para embasar sua cobrança, o vereador lembrou-se da lei de sua autoria, sancionada pelo prefeito Percival Muniz no início do ano, que cria um cadastro negativo para empreiteiras que tenham assumido obras e as abandonado pela metade. “Esta lei é um instrumento para o Município impedir que aventureiros venham por em risco os investimentos públicos que são para o anseio popular. Quando uma creche demora para ser feita e um ESF é abandonado no meio isto não é apenas um serviço mal feito, mas representa uma criança que pode estar sem estudar e uma pessoa doente sem atendimento”, lamentou.

Só em reformas atualmente, o Município tem as unidades de ESFs do Parque São Jorge, Luz D’Yara e do Distrito Industrial próximas de serem entregues.

Leia também:  Vereador Thiago Silva quer informatização da rede municipal de Saúde
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.