Foto: reprodução
Foto: reprodução

A banana verde possui diversos benefícios e em geral, sais minerais em maior quantidade, potássio, fósforo, sódio, magnésio, manganês, iodo, cobre e zinco tem maior valor nesta fase do fruto. As vitaminas presentes na banana verde são as vitaminas A, C e complexo B (B1, B2 e B3).

A biomassa de banana verde é uma massa pouco calórica, com baixo teor de açúcares. É um purê obtido a partir das bananas verdes e não possui sabor de banana e pode ser produzida em casa.

A banana verde é um alimento de baixo índice glicêmico, pois sua digestão e absorção são lentas, dessa forma previne o desenvolvimento de diabetes e acúmulo de gordura corporal.

A biomassa possui grande quantidade de amido resistente, que possui efeito similar a fibra alimentar. É fermentada no intestino grosso e fornece nutrientes para as bactérias benéficas e com isso auxilia na integridade da mucosa do nosso intestino, não permitindo a entrada de substâncias maléficas. Além disso regula a função intestinal seja ela constipação ou diarreia e previne suas doenças associadas, como diverticulose, hemorroida e câncer de intestino.

Todos esses benefícios ainda podem colaborar com a perda de peso, devido a maior saciedade que o consumo desse alimento proporciona. Seu uso também está associado a redução os triglicérides e colesterol sanguíneo.

Ao contrário do que se imagina, o uso da biomassa nas preparações não confere o sabor característico de banana, seu sabor é neutro e pode ser utilizada em preparações doces e salgadas. Pode substituir o leite condensado, creme de leite, maionese, tortas, recheios, bebidas e para espessar preparações.

Veja como preparar sua biomassa em casa:

1. Lave as bananas verdes com casca, uma a uma, utilizando esponja com água e sabão e enxágüe bem;

2. Em uma panela de pressão com água fervente (para criar choque térmico), cozinhe as bananas verdes com casca, cobertas com água por 20 minutos;

3. Desligue o fogo após os primeiros 8 minutos, e deixe que a pressão continue cozinhando as bananas;

4. Espere o vapor escapar naturalmente. Não force o processo abrindo a panela debaixo da torneira, por exemplo;

5. Ao término do cozimento, mantenha as bananas na água quente da panela;

6. Vá aos poucos tirando a casca da polpa, que deve ser passada imediatamente no processador. É importante que a polpa esteja bem quente, para não esfarinhar;

7. Coloque a quantidade desejada da polpa cozida quentíssima no processador;

2. Processe até obter uma pasta bem espessa;

3. Se não for utilizar imediatamente, guarde a polpa em saco plástico. Essa polpa pode ser guardada por 3 a 4 meses no congelador, mas necessitará de um reprocessamento.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.