A reunião aconteceu na sede do sindicato - Foto: Varlei Cordova/ AGORA MT
A reunião aconteceu na sede do sindicato – Foto: Varlei Cordova/ AGORA MT

O Sindicato do Comércio Varejista de Rondonópolis (Sincom) quer a revogação da lei que regulamenta o tempo de espera em filas de supermercados no município, o órgão afirma que não foi procurado para que antes de sancionada, pudesse haver mais diálogo entre os interessados. O assunto tem gerado uma polêmica e mais uma vez foi discutido entre a classe durante reunião realizada na manhã de hoje (29), que contou com a participação do Poder Legislativo.

Para o presidente do Sincon, Almir Batista, o encontro foi satisfatório, porém as partes ainda não chegaram em um acordo.

“Nossa intenção é revogar a lei. É complicado o cumprimento dela por diversos motivos já apontados pelos comerciantes. Paramos com o processo na justiça, mas se não houver um entendimento vamos retomar”, ressalta.

Leia também:  Mensagem com novos números do Samu é mentirosa

Por outro lado, o autor da proposta, vereador Thiago Silva (PMDB), foi sensato e abriu diálogo entre os comerciantes para que a lei seja alterada e as partes cheguem a um consenso, que é o bem estar da população.

“É complicado para o trabalhador ficar horas na fila. Os hipermercados precisam se atentar nisso, criando caixas rápidos, colocando empacotadores para que o operador também não tenha que fazer esta função e claro, abrindo mais caixas nos horários de pico. São pequenos detalhes que fazem uma grande diferença”, destaca.

Ainda de acordo com o vereador, apesar de a lei ser para todos, esse problema é encontrado mais em hipermercados.

O que ficou definido na reunião, é que o vereador Thiago Silva, irá apresentar uma emenda ainda essa semana para estender o prazo de cumprimento da proposta, que ao invés de vigorar depois de 60 dias após sua publicação, o prazo deva ser de 120 dias. O legislativo acredita que com esse tempo a mais, será possível reavaliar alguns aspectos juntamente com os supermercadistas.

Leia também:  Aeroporto de Rondonópolis deve ser entregue a concessão de iniciativa privada

“Vamos nos reunir para ver a possibilidade de melhorar esse projeto”, finaliza o presidente da Casa de Leis, Ibrahim Zaher (PSD).

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.