O técnico Sebastião Lazaroni esteve ao lado de Dunga em diversas oportunidades enquanto o atual treinador da seleção brasileira era jogador. Os dois trabalharam juntos no Vasco, na Fiorentina, da Itália, e na Seleção. Com a apresentação de Dunga no cargo que Lazaroni ocupou na Copa do Mundo de 1990, o treinador relembrou o período que ficou conhecido pela “Era Dunga”, e cita uma profecia

– Depois do Mundial de 90 fomos para a Fiorentina, na Itália, e disse a ele que todas as minhas convocações se pautaram na qualidade técnica dele, na garra, no bom posicionamento tático, no caráter dele dentro do campo, de guerrear e de lutar, e que ele seguisse de cabeça erguida mais cedo ou mais tarde uma nova convocação aconteceria. E que ele teria, e achava mais difícil para mim, uma nova chance de mostrar todos os seus valores. Graças a Deus isso foi quase uma profecia – afirmou.

Leia também:  União tem desafio diante do Luverdense em Lucas

Dunga tem no currículo apenas dois trabalhos como técnico de futebol. O primeiro deles já foi à frente da seleção brasileira, quando assumiu em 2006 e permaneceu até a derrota para a Holanda em 2010, nas quartas de final do Mundial da África do Sul. Depois, em 2013, foi técnico do Internacional por dez meses e acabou demitido. Lazaroni acredita que o Brasil tem agora um “novo Dunga”.
– Sou sempre da opinião de que a seleção brasileira é o máximo, é o melhor, então tem que haver um rendimento e uma produção anterior para ser cogitado para dirigir a Seleção. O Dunga é um homem do futebol, sua vida sempre ligada ao futebol, mas não tinha a experiência de treinador. Agora nós pegamos um segundo Dunga, já amadurecido, já com seu batismo feito em Copa América, eliminatórias e um Mundial. Espero que ele seja muito feliz, agora é importante que reúna ao lado dele uma comissão técnica que possa estudar bem, planejar, para selecionar melhor ainda para que o trabalho possa atender as ansiedades do povo brasileiro de uma seleção vibrante, de qualidade, e de bons resultados – avaliou.

Leia também:  Jogador revelado pelo REC marca contra o Flamengo

A primeira convocação no retorno de Dunga será para os amistosos dos dias 5 e 9 de setembro, diante de Colômbia e Equador, nos Estados Unidos. Sebastião Lazaroni acredita que seu ex-jogador deve apostar nos atletas do Cruzeiro, atual campeão brasileiro e líder do mesmo campeonato neste ano.

– No início do trabalho, Dunga tem que se pautar numa das melhores equipes do futebol brasileiro, que é o Cruzeiro, seja com Everton Ribeiro, Ricardo Goulart… São peças que podem dar um sangue novo e têm demonstrado qualidade para servir à Seleção – concluiu o técnico.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.