O Ministério da Saúde deverá intervir na decisão tomada pelo prefeito Humberto Bortolini, o popular Betão (PR), que resultou na extinção do Serviço de atendimento Móvel de Urgência (SAMU), em Ouro Branco do Sul, distrito de Itiquira. A informação foi repassada ao Site AGORA MT, pelo coordenador do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) da região sul, Israel Paniago.

Conforme Paniago, a Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Saúde, fez a retirada do atendimento móvel usando todos os meios ‘legais’.

“É interessante que o SAMU continue operando naquela região, haja vista que foi colocado ali estrategicamente. Em breve o Ministério da Saúde deve intervir, para que tenha uma nova negociação”, explica.

Apesar dos trabalhos já estarem parados, a decisão final ainda falta passar pela aprovação do Estado. Após esse processo, todos os equipamentos serão devolvidos a União.

O SAMU em Ouro Branco foi implantado em setembro de 2011, mas só em março de 2013 que a unidade começou a receber recursos do Governo Federal.

ENTENDA

Humberto Bortolini alega que o SAMU lá não é viável porque não faz a remoção dos paciente para outra cidade. Porém Paniago explica que a competência do SAMU é estabilizar a vítima e encaminhá-la ao hospital. Caso o paciente precise ser transferido, cabe ao município disponibilizar um carro próprio e fazer a remoção.

PEDRA PRETA

Com a saída do SAMU de Ouro Branco, a cidade de Pedra Preta pode ser contemplada com este benefício. De acordo com Israel Paniago, o município tem tentado há algum tempo ser contemplado com o programa.

Atualmente os atendimentos na BR-364, rodovia que corta Pedra Preta, são feitos pelos socorristas de Rondonópolis. Com uma unidade lá, os atendimento serão realizados com mais velocidade.

LEIA TAMBÉM: 

SAMU em Ouro Branco do Sul é extinto

Vereador denuncia gastos exorbitantes com diárias de servidores de Itiquira

Lei em Itiquira que dá direito à folga no dia do aniversário é inconstitucional

 

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.