Em forma de intensificar o combate ao uso do narguilé, os Conselhos Tutelares regiões I e II estão organizando uma mobilização “Contra o uso do Narguilé” em Rondonópolis. O evento acontece na quinta-feira (31) e busca conscientizar os jovens sobre os malefícios do instrumento.

De acordo com a conselheira tutelar, Maria do Carmo Ferreira dos Santos, a ideia surgiu devido ao grande número de reclamações que chegam ao conselhos, onde em sua maioria são feitas pelos pais dos adolescentes. “O evento tem como principal objetivo mobilizar e orientar os jovens sobre os malefícios causado pelo uso da narguilé. De acordo com o estatuto da criança e do adolescente o narguilé é considerado um tipo de droga” afirma a conselheira.

Leia também:  Rondonópolis também está com a emissão de passaporte suspensa

A mobilização está programada para ter início às 8h, na Praça Brasil.

NARGUILÉ

Instrumento usado para fumar tabaco com filtro de água, aspirado por meio de uma mangueira.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), participar de uma sessão de fumo de narguilé por uma hora equivale a consumir cerca de cem cigarros.  A informação faz parte de uma série de dados divulgados pelo instituto sobre o produto, em 2013, no Dia Nacional de Combate ao Fumo.

Além de incluir 4,7 mil substâncias tóxicas presentes no cigarro comum, o fumo do narguilé, um tipo de cachimbo oriental, possui concentrações superiores de nicotina, monóxido de carbono, metais pesados e substâncias cancerígenas, de acordo com o instituto.

Leia também:  Papo Empresarial discute hoje como cumprir metas

Quase 300 mil pessoas em todo o país consomem o narguilé, segundo a Pesquisa Especial sobre o Tabagismo (PETab), realizada pelo Inca junto com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.