O pedreiro Jeanderson Xavier Rangel, 25 anos, foi condenado a 43 anos e 10 meses de prisão, pela morte da ex-namorada e do filho dele, de quatro anos.  O julgamento do crime que aconteceu em 2012 foi nesta terça-feira (15) na capital Cuiabá. As vítimas foram assassinadas dentro da residência onde moravam localizada no Bairro Serra Dourada, na capital.

O pai da vítima Ariely Lopes, de 20 anos, o sargento da PM, Emilton Jorge da Silva, foi o primeiro a depor durante o julgamento. Uma prima e uma tia da vítima também foram ouvidas. A última a depor foi à namorada do acusado na época do crime.

Durante o depoimento, ao ser questionado sobre a morte da ex-namorada, o réu alegou tê-la matado no impulso, sem pensar.

Leia também:  Condenado por matar estudante de medicina é preso em Rondonópolis

ENTENDA O CASO

O crime ocorreu no dia 1º de novembro de 2012. Jeanderson teria ido até a casa da ex-namorada. Na residência, disparou três vezes contra a ex-namorada e, em seguida, foi até o quarto onde o filho dormia e o matou também com um tiro na cabeça. Ele confessou a autoria dos assassinatos, mas não justificou o motivo de ter matado as vítimas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.