Faltando menos de uma semana para a estreia na Série D do Brasileirão, o Clube Esportivo Operário Várzea-grandense (CEOV) enfrenta uma disputa judicial pelo Centro de Treinamentos do Carrapicho. Isso se deve por causa de uma disputa com o Operário Ltda, presidido por Sebastião Viana, que alega ter direitos sobre o CT.

Segundo Geovanni Banegas, presidente do CEOV, o clube possui todos os documentos que atestam o direito do clube de utilizar o CT do Carrapicho.

– Estamos tranquilos, nossa assessoria jurídica já está atuando no caso e estou seguro que logo voltaremos a treinar lá. Só não estamos treinando lá para não entrar em briga com um aventureiro e para não tirar o foco de nossos atletas que é a disputa da Série B.

Leia também:  Richard Gama vence três e cai nas semifinais para líder

Nesta quarta-feira o CEOV treinou no Estádio Presidente Eurico Gaspar Dutra “Dutrinha”, que passa por reformas estruturais. Ainda segundo o Geovanni Banegas, a partir desta quinta-feira os treinos serão no Centro de Treinamento do Brasil Central, em Cuiabá.
O Chicote da Fronteira estreia no próximo domingo diante do Goianésia, às 16h (de Brasília), em Goiás.

*A reportagem tentou entrar em contato com o presidente do Operário Ltda Sebastião Viana, mas o mesmo não retornou as ligações.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.