O presidente da Câmara Municipal de Primavera do Leste, Estaniel Pascoal, desistiu de disputar uma vaga na Assembleia Legislativa.

Veja na íntegra a nota enviada pela sua assessoria com os motivos da desistência.

Por que não serei candidato à Deputado Estadual

Sem dúvidas, a vida é feita de escolhas, e somos responsáveis por cada  atitude  que  protagonizamos, na busca incessante do melhor para nós e nossa sociedade. Por esse motivo exponho aqui o motivo de minha renuncia ao cargo de Deputado Estadual na próxima Eleição.

Quando escolhi Primavera do Leste para morar com minha família, trouxe junto os meus sonhos, idealizações  e vontade  de  desenvolver  minha  empresa, gerar emprego e  contribuir  com desenvolvimento  desta   bela  cidade.

Com meu espírito empreendedor, despertou em mim  a  extrema  vocação da verdadeira política e percebi que podia fazer muito mais pela cidade que adotei como minha e  a vontade  de  fazer a diferença na  vida das  pessoas, de uma cidade, Estado e País.

Leia também:  Câmara sanciona Projeto de Lei que permite aos cidadãos acesso à lista de imóveis da prefeitura de Rondonópolis

E ingressei, então, na  lida  política. E pelo desejo do povo tornei – me Vereador e presidente  da  Câmara  Municipal. Tenho trabalhando diuturnamente para merecer a missão a mim delegada por nosso povo, buscando conciliar  minha vida  como  empresário e político.

Posteriormente ingressei no Partido Republicano da Ordem Social – PROS, levando comigo 3  companheiros vereadores e  passando a presidir a  legenda  em  nossa cidade. E, como tudo na vida do mundo político é feito de degraus,  a  cada um que  subimos, alcançamos mais  incentivo e  realizações, porém, pensando  sempre no  coletivo em cada cidadão  que depositou e  acredita em dias melhores. Embasado em todas estas convicções, passei a trabalhar a vontade de ir além e ocupar uma cadeira na Assembléia Legislativa de Mato Grosso, em um cenário onde meu partido não precisaria de muitos votos  para eleger seus representantes estaduais. Porém, com a convenção e as coligações partidárias, elevou-se o número de votos, razão pela qual minha candidatura tornou-se inviável.

Leia também:  Marido é suspeito de matar esposa na frente do filho de 5 anos

Minha renúncia acabou descortinando uma nova realidade, mostrando que não podemos deixar que uma cidade com 28 anos de desenvolvimento seja apenas mera coadjuvante nestas eleições. Precisamos de incentivo, investimento e principalmente de representantes, que almejem, subir estes degraus no mundo da política, levando consigo sua  base, as  necessidades e  reivindicações da  população. Neste novo cenário, e com minha missão de defender nossa cidade, acredito que minha batalha agora é ajudar um  dos  nomes  apontados pelo  partido a  alcançar o  sucesso. E esta  é a  hora de  escolhermos quem irá nos  representar em nível  estadual.

Afinal, na política e na vida, os sonhos são coletivos, cujas atitudes mudam a vida de pessoas, mostram novos  caminhos e levam o  sonho de  todos que  estiveram e  estão  reunidos na  luta  por mudanças, empunhando  uma única  bandeira, a da  mudança.

Leia também:  Novo complexo para Politec é debatido em audiência pública

Agradeço a Deus por ter me mostrado este caminho, bem como minha esposa e  filhas por estarem  sempre ao  me lado, assim como  todos  os  parceiros que  sempre me  apoiam,  além das  lideranças  do nosso município e do Estado  do Mato  Grosso  que  me  motivaram a  este  pleito, acreditando que  realmente  posso  elevar a  minha capacidade a cada  dia em beneficio de nossa Primavera do Leste, que  cresce,  se  desenvolve  e brilha sob os  olhares de quem acreditam na  mudança. Vamos juntos nesta missão. Conto com vocês

Obrigado a todos.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.