A indústria de motocicletas fechou o primeiro semestre de 2014 marcando queda tanto nas vendas como na produção, o que levou a Associação Brasileira de Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), entidade que representa o setor, a cortar suas projeções sobre o desempenho deste ano.

Entre janeiro e junho, a produção de motos, de 769,6 mil unidades, caiu 8,4%, enquanto as vendas no atacado — das montadoras para as concessionárias — recuaram 12,2%, para 716,8 mil unidades.

A Abraciclo, que antes trabalhava com a expectativa de estabilidade nos resultados, agora prevê queda de 3% tanto nas vendas como na produção em 2014.

Advertisements
Leia também:  Preço do gás de cozinha deve aumentar 4,5% a partir de domingo

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.