Líder dos rankings paulista e brasileiro no lançamento de martelo, categoria juvenil, Luis Gustavo Aguiar, de 18 anos, é uma das principais promessas da modalidade no país. O atleta de Praia Grande iniciou no atletismo com 11 anos, mas começou a praticar o esporte, onde é tetracampeão paulista e tricampeão brasileiro, três anos depois.

Prodígio no esporte, Luis Gustavo conquistou seu primeiro título estadual, batendo o recorde da categoria mirim (13 a 15 anos) com a marca de 56m40cm, justamente, no ano em que iniciava no lançamento de martelo, em 2011. Os bons resultados ajudaram a aumentar o interesse na prática da modalidade.

– Comecei a treinar atletismo bem cedo, mas passei a competir no lançamento de martelo há quatro anos. Meu treinador, Flavio Cruz, foi quem me incentivou no início e viu que tinha jeito para a modalidade. Conquistar um paulista e bater o recorde da categoria logo na minha primeira participação foi uma surpresa, pois não tínhamos muito material para trabalhar e treinávamos pouco. A conquista me deixou muito feliz e motivado.

Recordista brasileiro na categoria menor (16 a 17 anos) com a marca de 65m86cm e estadual juvenil (18 a 19) com 64m76cm, o atleta sonha ser o primeiro a representar o país em uma Olimpíada, já que o Brasil jamais atingiu o índice (75m) para modalidade, entretanto Luis sabe que a tarefa é bastante difícil e, inicialmente, faz planos para o Pan-Americano e o mundial juvenil.

Leia também:  AssuRoo | Time de futsal de surdos de Rondonópolis conquista 2° lugar da competição em Campo Grande

– É difícil, pois já temos bons atletas buscando o índice há três Olimpíadas. Conseguir me classificar para os Jogos do Rio de Janeiro? Seria incrível, mas penso que ainda é muito cedo. Um sonho mais próximo de acontecer é o Pan-Americano juvenil que será realizado no Canadá, em 2015. Na sequência tenho que trabalhar debaixo de sol e chuva para quem sabe disputar um mundial e, consequentemente, uma Olimpíada.

Luis está na lista dos competidores patrocinados pelo programa Bolsa Atleta (ajuda mensal de R$ 925,00), do Governo Federal, e conta com a estrutura disponibilizada pela Prefeitura de Praia Grande para treinos. Apesar do apoio, a grande promessa do lançamento de martelo nacional fala das dificuldades enfrentadas no dia a dia. O atleta comenta, também, sobre uma clínica que realizou na Eslovênia, no último mês de maio, onde teve que arcar com todos os custos da viajem.

Leia também:  Atletas de Rondonópolis se destacam em competição nacional

– O Bolsa Atleta me ajuda muito, mas necessitamos de mais apoio. Infelizmente, muitos amigos que poderiam estar disputando as principais competições do mundo, tiveram que largar o esporte por falta de patrocinadores. Recentemente participei de uma clínica com o treinador Vladimir Kevo, que foi o técnico de Primoz Kozmus, campeão olímpico em 2008. Não consegui patrocínio nem para um curso de inglês. Não fosse o Bolsa Atleta e a ajuda da minha mãe que me emprestou dinheiro, jamais teria participado dessa clínica (que teve um custo de R$ 12 mil) – revela o atleta que venceu os quatro meetings de Ptju, na Eslovênia.

Para o treinador Flavio Cruz, 32 anos, Luis Gustavo já é um atleta que deve ser observado com bastante atenção. Flavio fala das conquistas de seu pupilo e o que espera para o futuro do talentoso Luis Gustavo Aguiar.

Leia também:  Inscrições abertas para estadual de tênis em Cuiabá

– Ele tem o dom do lançamento de martelo. Nós que trabalhamos com o Luis desde o início, vimos o garoto ser campeão derrubando recordes em todas as categorias. Espero que ele mantenha esse alto rendimento até chegar ao adulto, onde o recorde brasileiro é de 73m. O Luis tem potencial para alcançar o índice (75m) olímpico, mas para 2020. Ele ainda é juvenil e treina com um martelo de 6 kg, diferente da júnior e adulta que já trabalha com o martelo de 7,260 kg. Já realizamos alguns treinos com o martelo adulto, mesmo porque, a próxima competição é o Brasileiro sub-23. Eu não tenho duvidas, o Luis Gustavo já é um dos grandes nomes do atletismo nacional.

A última competição de Luis Gustavo Aguiar neste ano, foi o Campeonato Brasileiro juvenil, realizado no Paraná, em junho. Na oportunidade, ele alcançou a marca de 58m92cm, sendo superado apenas por Paulo Nickele Gonçalves Junior, do Rio Grande do Sul, que arremessou o martelo a 60m40cm. A próxima competição será o Brasileiro sub-23, em setembro, no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.