O governador Silval Barbosa comentou que não está proibido de falar com investigados da Operação Ararath. O processo contra o governador tramita em segredo de Justiça no Supremo Tribunal Federal (STF). O procurador-geral da República Rodrigo Janot comentou que poderia pedir novas prisões porque dois dos investigados mantinham diálogo, mesmo com restrição judicial.

“Eu não estou proibido de falar com ninguém, eu falo com quem eu quiser. Quem tem alguma restrição de falar com alguém na decisão hoje é só o deputado Riva, eu não tenho, o meu processo ainda corre em segredo de justiça no STF, então se eu quiser ligar pro Riva eu posso ligar eu não estou proibido de falar com ele, ele que tem essa restrição lá de falar comigo”.

Leia também:  Em clima quente com bate-boca e empurrões sessão do Senado é suspensa

Silval também classificou como infeliz a declaração do procurador-geral da República. “Primeiro ele fala em investigados, não sei quem são e não posso falar por analogia, quero trabalhar no fato concreto. É uma declaração infeliz, ele vir aqui no estado, não sei qual que é o objetivo. Estou super tranquilo em relação a todas as investigações”.

O governador é um dos investigados da Operação Ararath por suposta lavagem de dinheiro por meio de factorings sem autorização legal do Banco Central. O esquema teria movimentado R$ 500 milhões.

Ele ainda é uma das testemunhas arroladas como defesa do ex-secretário de representação e Articulação Institucional do Governo de Mato Grosso, Eder Moraes, preso no Presídio da Papuda, em Brasília, desde 20 de maio.

Leia também:  Para Gilmar Mendes "TSE não é joguete de ninguém”

Além do governador, ainda foram arrolados como testemunhas do ex-homem forte do governo de Mato Grosso, o senador Blairo Maggi (PR) e outras quatro pessoas. A audiência esta marcada para o dia 24 de julho, às 13h30, na 5ª Vara Federal.

“Fui convocado como testemunha do Eder. Eu não tenho preocupação nenhuma. Não sei o que vão me perguntar”, comentou o Silval Barbosa.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.