Mais uma vez a rede de hipermercados Assaí Atacadista mostrou total falta de respeito com os clientes rondonopolitanos. Quem procurou o local para fazer suas compras neste início da tarde de sábado (26) perdeu tempo, uma vez que o sistema de cobrança falhou e os funcionários pecaram em não avisar os clientes.

A consumidora Anapuru Sena ficou insatisfeita com o tempo perdido dentro do supermercado. Ela conta que quando começou a comprar, tudo funcionava normalmente, mas que somente ao chegar no caixa, percebeu o problema.

“Entendo que existiu uma falha técnica, mas não avisaram e não tinha ninguém na porta esclarecendo para os demais clientes que chegavam. Com isso fiquei mais de 1h na fila, só não fui embora porque depois teria que além de esperar novamente, refazer toda a minha compra”, comentou.

Leia também:  Munícipio protocola projeto de R$ 32 milhões para asfalto e drenagem na região do Parque Universitário
Consumidora aguarda com a mão no queixo - Foto: Ricardo Costa / AGORA MT
Consumidora aguarda com a mão no queixo – Foto: Ricardo Costa / AGORA MT

Anapuru também criticou a falta de um caixa rápido no supermercado, uma vez que a quantidade de volume era pouca e destacou que com o Big Master fechado, a tendência é que os outros mercados tenham mais volumes de pessoas, como foi o seu caso.

“Eu não tenho costume de ir comprar no Assaí, mas fui para conhecer, já que o Big Master está fechado”, falou.

Durante reunião no início desta semana, (Veja Aqui), entre comerciantes, poder público e o Procon, para discutir sobre a polêmica lei das filas, a gerente do Assaí, Edileuza, que discorda plenamente da lei cometeu uma gafe ao dizer que era óbvio que os supermercados tenham caixa rápido, apesar da rede não possuir tal benefício, conforme também rege a proposta.

Leia também:  Projeto “O Rio é Nosso” reuniu mais de 1,6 mil voluntários para limpeza do Ribeirão Arareau

PROCON
O coordenador do Procon, Juca Lemos, explicou para reportagem do Site AGORA MT que quem teve algum problema, como a consumidora Anapuru, procure a entidade na próxima segunda-feira (28), para que seja aplicado uma autuação no supermercado.

“Entendemos que é um motivo de força maior, mas o cliente que estava fazendo suas comprar não em culpa pelo transtorno sofrido. Agora eles falharam por não avisar o cliente. Vamos analisar caso a caso e se for necessário o Assaí será multado ”, explica.

Ainda conforme Juca, ontem (25), três fiscais visitaram o mercado e encontraram produtos vencidos, latas amassadas e diversos outros tipos de produtos com inconformidades. “Só não fiscalizamos a fila porque a lei ainda não foi vigorada”, explanou.

Leia também:  Coder recebe o 1º grupo de recuperandas do presídio feminino em projeto social
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.