Suposta prova obtida pelo site - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Suposta prova obtida pelo site – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

Após denúncias feitas pelo site AGORA MT, sobre o suposto vazamento da prova do processo seletivo para brigadista que aconteceu na manhã deste domingo (20), em Rondonópolis a falha foi comprovada e a prova está cancelada.

O procurador geral do município, Fabrício Miguel Correia, afirmou que das 22 questões repassadas pelo site a ele, dez estão na prova com poucas alterações e por isso o processo de brigadista foi cancelado.

Ainda segundo esclarecimentos do procurador, as questões contidas no documento que são de conhecimento específico, foram enviadas pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema), à equipe responsável pela confecção. Destas questões, somente dez foram escolhidas para fazer parte da prova que foi aplicada.

Leia também:  Grande Susto | Mulher capota veículo na Vila Goulart em Rondonópolis

As demais perguntas são de conhecimentos gerais e são elaboradas direto da equipe de RH, por isso há a suspeita de que a falha tenha ocorrido direto na Sema já que só o material bruto estava sendo vendido.

Será aberta uma sindicância para a investigação do fato para descobrir de onde aconteceu o vazamento e o responsável pelo fato.

O interessante é que não seria necessário comprar as questões para garantir a aprovação no seletivo, já que para as dez vagas disponíveis houveram apenas 11 inscritos e somente oito compareceram, além de não ter nota de corte na prova.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.