A pele do corpo é o nosso “cartão de visitas”, que deveria estar sempre bem apresentável, mas infelizmente esse é um prato cheio para manchas, sardas e cicatrizes. Alguns sinais apenas incomodam e vão embora, enquanto outros demoram anos ou nunca saem naturalmente. E quem pega cor rápido no verão também costuma manchar mais facilmente – portanto, deve redobrar os cuidados.
Segundo os dermatologistas Sérgio Schalka e Márcia Purceli, algumas dicas para uma pele livre de manchas são: usar filtro solar diariamente, mesmo no inverno; cuidar também com as luzes de luminárias, pois podem manchar; e prestar atenção se a pele fica vermelha com o uso de ácidos ou clareadores, e não tomar sol no local.
Os médicos falaram, ainda, sobre sardas brancas (leucodermia), melanose solar, melasmas – mais comum em mulheres – e outros tipos de manchas de pele. Pessoas com pele clara, quando recebem a radiação solar, não têm a mesma proteção de indivíduos bronzeados, pois produzem menos melanina. Já pessoas de pele morena são naturalmente mais protegidas, mas também são mais suscetíveis a manchas.
Para evitar coceiras, ressecamentos e rachaduras na pele, os dermatologistas indicam manter sempre uma boa hidratação. O ideal é passar o hidratante após o banho, quando a pele ainda está úmida e absorve bem o produto.

Leia também:  Rótulos de certas águas de coco não são confiáveis, diz Proteste
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.