Comer porque é bom. Comer porque faz bem! As refeições, além de garantirem os nutrientes essenciais ao bom funcionamento do organismo, podem colaborar com a saúde do coração. Quer fazer direitinho? Consuma fibras, ômega 3 e antioxidantes.

“Para manter uma dieta mais saudável para o coração é preciso moderar o consumo de alimentos mais calóricos e gordurosos como carne vermelha, embutidos, doces, bolos e biscoitos. Também não se deve esquecer que reduzir o sal é uma das melhores ações em prevenção”, orienta Daniel Magnoni, cardiologista e nutrólogo do Hospital do Coração.

Segundo ele, é importante evitar a dose extra de gordura e calorias que vem com os lanches e guloseimas ao longo do dia ou nos minutos que antecedem o sono. “A cada três horas, consuma, por exemplo, frutas, cereais, bebidas naturais com pouco açúcar ou água”, recomenda.

Leia também:  Fumaça do narguilé prejudica garganta, traqueia e pulmão

Confira 10 dicas e reduza o risco de doenças cardíacas em até 80%:
Para o café da manhã, prefira o pão integral que é rico em fibras e menos calórico.
Coma frutas, como acerola, morango e laranja. Ricas em vitamina C, elas possuem ação antioxidante.
Outra fruta benéfica ao coração é o abacate. “Vale lembrar que frutas ricas em potássio, como a banana, também ajudam a proteger a musculatura que forma o coração”, acrescenta.
Cereais como aveia, chia, quinoa e semente de linhaça são boas opções para o café da manhã. “A quantidade ideal de aveia é de pelo menos duas colheres de sopa por dia”, sugere.
Margarinas e cremes vegetais, antes vilões por conterem gordura trans, hoje são aliados. “Como essa substância não é mais utilizada na composição de alimentos desse tipo, as margarinas podem ser benéficas ao coração, já que ainda são uma fonte de gorduras poli-insaturadas”, diz ele, que pede cuidados com os excessos.
Para o almoço, a sugestão é o peixe. Troque regularmente a carne bovina, de porco ou de frango, por atum, salmão, sardinha ou anchovas, por exemplo. “Uma dica ainda mais saudável é consumir peixes acompanhados de tomate e azeite”.
Usar o alho na preparação da comida é ótimo. Ele é rico em alicina e ajoene, que fluidificam o sangue, diminuem a pressão arterial e dificultam a coagulação sanguínea.
No jantar, opte por uma salada temperada com uma colher de chá de azeite extra virgem. Além de aumentar o colesterol bom, possui antioxidantes que combatem os radicais livres.
O tomate também faz bem ao sistema cardiovascular em função da quantidade de licopeno. Além disso, tem fibras, que reduzem o colesterol e ajudam a prevenir câncer.
O suco de uva natural ou uma taça de vinho tinto, ao final de cada refeição, podem ser uma boa pedida para o coração. Ricos em Resveratrol, ambos os tipos de bebida previnem o envelhecimento das células e combatem o colesterol ruim. “A recomendação é ingerir uma taça de vinho tinto por dia”, indica.

Leia também:  Dor no pé? Pode ser fascite plantar!
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.