A partir de quarta-feira (16.07), o candidato a vice-governador de Pedro Taques (PDT), Carlos Fávaro (PP),  inicia visita a 22 municípios da região Oeste de Mato Grosso.

A caravana com os candidatos a federais e estaduais da coligação, acompanhado do presidente do partido Progressista e candidato a deputado federal Ezequiel Fonseca, sai da capital pela manhã desta quarta e segue com agenda até domingo.

O candidato se reúne com prefeitos, vereadores, lideranças,  militantes e população local nas cidades de Campos de Júlio, Comodoro, Nova Lacerda, Conquista D’Oeste, Vila Bela da Santíssima Trindade e Pontes e Lacerda.

No segundo dia de visitas, quinta-feira, os candidatos tem agenda em Vale São Domingos, Jauru, Figueirópolis D’Oeste, Índiavai, Reserva do Cabaçal e Araputanga.

Leia também:  Câmara dos Deputados deve votar criação da Federal de Rondonópolis em agosto

Sexta-feira as cidades visitadas serão São José dos Quatro Marcos, Glória D’oeste, Porto Esperidião e Mirassol D’Oeste. Já no sábado, os candidatos estarão em Lambari d’Oeste, Rio Branco, Salto do Céu, Curvelândia, Distrito de Caramujo e Cáceres.

Durante a viagem, Fávaro vai apresentar compromissos do governo Taques. “Vamos nos apresentar para população local e expor os nossos compromissos que tem como objetivo transformar o nosso Mato Grosso num estado melhor”, afirmou o vice de Taques.

Fávaro também vem trabalhando a defesa da agricultura familiar, que precisa ser tratada com respeito, dando condições necessárias para que comece a ser produzido aqui tomate, batatinha e outros produtos, além de melhorar a qualidade de vida dos pequenos produtores.

Leia também:  Vereadores aprovam "Moção de Repúdio" contra presidente da Assembleia Legislativa

No domingo (19.07), pela manhã, o vice-governador de Taques visita a feira do município de Cáceres e depois retorna para Cuiabá.

Perfil-

Ex-presidente da Aprosoja, Fávaro é hoje uma das lideranças do agronegócio em Mato Grosso. Médio produtor rural, começou a vida em Mato Grosso em 1986, em um assentamento rural. Junto com o pai e o irmão, vieram do Paraná para o estado em busca de oportunidades. Instalaram-se em Lucas do Rio Verde, município que época era um assentamento da reforma agrária e que se transformou numa das cidades mais prósperas do Brasil.

Atualmente cultiva soja, milho e sorgo com a família, em 1.200 hectares, nos municípios de Vera e Guarantã do Norte, região Norte. Também tem na propriedade pecuária e piscicultura, somando no total, 2.500 hectares.

Leia também:  Vereador Thiago Silva defende força tarefa para agilizar regularização fundiária em Rondonópolis

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.